Show simple item record

dc.contributor.advisorCortez, Vagner Gularte
dc.contributor.authorCruz, Kely da Silva
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Botânica
dc.date.accessioned2015-11-10T11:54:29Z
dc.date.available2015-11-10T11:54:29Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/39332
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Vagner G.Cortez
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Botânica. Defesa: Curitiba, 23/03/2015
dc.descriptionInclui referências
dc.descriptionÁrea de concentração
dc.description.abstractResumo: Xylariaceae é uma das maiores famílias de Ascomycota com aproximadamente 1.343 espécies, caracterizada por apresentar estroma geralmente carbonáceo de cor preto, ascoma peritecial e hábito lignícola. No Paraná, até então eram conhecidas 42 espécies pertencentes a essa família, com maior prevalência em áreas de Floresta Ombrófila Densa e Mista, na região de Curitiba e no litoral. Nesse sentido, este trabalho teve por objetivo realizar um levantamento da família Xylariaceae no Parque Estadual de São Camilo, localizado no município de Palotina, região oeste do Paraná. As coletas foram realizadas entre maio/2013 a março/2014. Foram analisados 155 exemplares, e identificadas 38 táxons distribuídas em 11 gêneros: Annulohypoxylon (4), Biscogniauxia (1), Camillea (1), Daldinia (2), Entoleuca (1), Hypoxylon (12), Jumillera (1), Kretzschmaria (1), Phylacia (2), Rosellinia (2) e Xylaria (11). Destas, foi possível registrar três novas espécies, Annulohypoxylon parvodiscum, Entoleuca palotinense e Hypoxylon vinaceobrunneum. Hypoxylon peleae é listada pela primeira vez na América do Sul e Hypoxylon griseobrunneum uma nova citação para o Brasil. 28 táxons são novas citações para o estado do Paraná. Com a realização do presente estudo, o número de espécies de Xylariaceae do Paraná foi expandido de 42 para 70. Palavras-chave: Ascomicetos, estroma, fungos xilófilos, pirenomicetos
dc.description.abstractAbstract: Xylariaceae is the largest family in Ascomycota, covering fungi with dark and carbonaceous stromata, perithecial ascomata, and lignicolous habit. From the State of Paraná, in South Brazil, 42 species of the family were known up to now; most records were from the ombrophilous forests from the Coastal Region and Metropolitan Region of Curitiba. The present work aimed to provide data on the diversity of the Xylariaceae from Parque Estadual de São Camilo, municipality of Palotina, western region of Paraná State. Fieldwork comprised collections from May 2013 to March 2014. 155 specimens were collected, of representing 38 taxa and 11 genera: Annulohypoxylon (4), Biscogniauxia (1), Camillea (1), Daldinia (2), Entoleuca (1), Hypoxylon (12), Jumillera (1), Kretzschmaria (1), Phylacia (2), Rosellinia (2) and Xylaria (11). three new species are proposed: Annulohypoxylon parvodiscum, Entoleuca palotinense and Hypoxylon vinaceobrunneum; Hypoxylon peleae is a new record from South America; Hypoxylon griseobrunneum is newly reported from Brazil, and 28 táxons are new for the state of Paraná. With the completion of this study, we expanded the list of species of Paraná 42 to 70. Key words: stroma, pyrenomycetes, xylophagous fungos
dc.format.extent106f. : il. algumas color., mapas, tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível também em formato digital
dc.subjectBotanica
dc.subjectAscomicetos
dc.titleXylariaceae (Ascomycota) no Parque Estadual de São Camilo, Palotina, PR
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record