Show simple item record

dc.contributor.advisorLana, Paulo da Cunha, 1956-
dc.contributor.authorSilva, Luiz Paulo da
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Zoologia
dc.date.accessioned2015-11-10T11:13:01Z
dc.date.available2015-11-10T11:13:01Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/39327
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Paulo da Cunha Lana
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Zoologia. Defesa: Curitiba, 27/04/2015
dc.descriptionInclui referências
dc.description.abstractResumo: O gênero Owenia inclui 21 espécies de anelídeos tubícolas encontrados desde zonas entre marés até profundidades de mais de 2000 metros. Seus tubos característicos são construídos com silte, grãos de areia, fragmentos de conchas, pedaços de plantas e algas aderidos a uma matriz mucosa. Poucos estudos taxonômicos do gênero Owenia foram feitos no Brasil e em sua maioria não foram publicados. Nenhum estudo abordando a biologia ou ecologia desses animais foi feito até o presente no país. Este trabalho: (i) inicia a reavaliação do status taxonômico das espécies de Owenia do sul do Brasil, descrevendo uma nova espécie, a partir de populações de fundos estuarinos da Baía de Paranaguá (Paraná) e da Baía da Babitonga (Santa Catarina); (ii) avalia a capacidade de seleção e a preferência por diferentes tamanhos de partículas na construção dos tubos por indivíduos adultos da espécie nova. Owenia sp. n. é diagnosticada pela coroa com cinco pares de tentáculos, ramificações tentaculares com início próximo ao colarinho, numerosas ramificações próximo à base e ápice da coroa, colarinho retilíneo com fenda lateral pronunciada, dois ocelos ventro-laterais parcialmente cobertos pelo colarinho, ganchos do primeiro segmento abdominal em ângulo de 0° a 90° em relação ao eixo antero-posterior do corpo em fileiras de no máximo 23, nuca regularmente curvada, curvatura dos dentes moderada e escamas longas e finas com transição oval. Animais totalmente removidos de seus tubos são incapazes de construir novos. Adultos mostram uma clara preferência por partículas maiores como areia média e areia grossa. Apesar de capazes de manipular desde areia fina até areia grossa na construção dos tubos, adultos de Owenia sp. n. não conseguem utilizar silte-argila. Em situações extremas, os animais podem reconstruir seus tubos utilizando apenas detritos filamentosos. Nossos resultados suportam a ideia de que indivíduos de Owenia aumentam a sua capacidade de seleção e preferem partículas cada vez maiores à medida que crescem, embora possam se adaptar a fundos com predominância de partículas menores, como areia fina. Palavras-chave: Owenia. Sul do Brasil. Construção de tubos. Taxonomia.
dc.description.abstractAbstract: The polychaete genus Owenia genus includes 21 species of tube-building annelids, found from the intertidal zone down to 2000 m. Their peculiar tubes are built from silt, sand grains, shell fragments, and plant debris agglutinated to a mucus matrix. There are few taxonomic studies of Owenia from Brazilian waters, and most of them are unpublished. There are no available studies on the biology of Brazilian species so far. This study: (i) starts the reassessement of the taxonomic status of Owenia in southern Brazil, describing a new species from estuarine bottoms in the Bays of Paranaguá (Paraná) and Babitonga (Santa Catarina); (ii) experimentally assesses the ability of selection and preference for different particle sizes in the construction of tubes by adults of the species. Owenia sp. n. is diagnosed by the crown with five pairs of tentacles, tentacle rami arising from a basis near the collar, numerous tentacle rami near the base and apex of the crown, collar straight with a pronounced lateral slit, two ventrolateral ocelli partially covered by the collar, the first abdominal segment hooks at an angle of 0 ° to 90 ° relative to anterior-posterior axis of the body in a maximum of 23 rows, nuchal edge regularly curved, hook teeth with moderate curvature and oval scale transition. Animals completely removed from their tubes are unable to build new ones. Although able to handle from fine sand to coarse sand for tube construction, adult individuals of Owenia sp. n. are unable to use silt-clay. Adults show a clear preference for larger particles as medium sand and coarse sand. In extreme situations, animals can rebuild their tubes using only filamentous debris. Our results support the idea that Owenia individuals are able to select increasingly larger particles as they grow, although they can live in bottoms with a predominance of small particles, such as fine sand. Key-words: Owenia. Southern Brazil. Tube-building. Taxonomy.
dc.format.extent53 f. : il. algumas color., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectZoologia
dc.subjectAnelideo
dc.titleResolvendo a crise de identidade de Owenia (Annelida) na costa sul do Brasil
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record