Show simple item record

dc.contributor.authorWosch, Luma
dc.contributor.otherSantos, Cid Aimbiré de Moraes, 1956-
dc.contributor.otherBudel, Jane Manfron
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
dc.date.accessioned2015-10-22T16:29:15Z
dc.date.available2015-10-22T16:29:15Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/38862
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Cid Aimbiré de Moraes Santos
dc.descriptionCo-Orientadora : Profª. Drª. Jane Manfron Budel
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. Defesa: Curitiba, 30/03/2015
dc.descriptionInclui referências
dc.descriptionÁrea de concentração: Insumos, medicamentos e correlatos
dc.description.abstractResumo: Determinar a autenticidade e a qualidade de matérias-primas vegetais utilizadas na formulação de medicamentos fitoterápicos, chás e cosméticos é essencial no sentido de garantir sua segurança e eficácia para o uso clínico. Algumas espécies de Passiflora são oficiais em compêndios farmacêuticos de vários países e possuem uso terapêutico principalmente como sedativas e tranquilizantes. O grande número de espécies do gênero (cerca de 600), aliado ao fato da maioria ser popularmente conhecida como maracujá, aumenta a probabilidade de erros de identificação da parte usada como droga vegetal (folhas dessecadas de Passiflora sp., Passifloraceae). Dessa forma, o objetivo do trabalho foi realizar a comparação farmacognóstica de espécies de Passiflora, a fim de estabelecer um perfil morfoanatômico e cromatográfico que contribua com o controle de qualidade da droga na produção fitoterápicos contendo maracujá. Para isso, folhas de doze espécies pertencentes ao gênero Passiflora (P. actinia, P. alata, P. amethystina, P. capsularis, P. cincinnata, P. edulis f. flavicarpa, P. edulis f. edulis, P. incarnata, P. morifolia, P. urnifolia, P. cocinea e P. setacea) mais três híbridos de P. coccinea e P. setacea, foram coletadas em diferentes localidades e analisadas quanto a seus caracteres morfoanatômicos por microscopia de luz e microscopia eletrônica de varredura e quanto a seus perfis cromatográficos por meio de duas metodologias por cromatografia em camada delgada e uma por cromatografia à liquido de alta eficiência, utilizando como padrões os flavonoides Cglicosilados isoorientina, orientina, vitexina e isovitexina. A análise microscópica permitiu o estabelecimento de um conjunto de caracteres que auxiliam na diferenciação entre as espécies analisadas, entre eles encontram-se o formato da nervura central e do pecíolo, arranjo dos feixes vasculares na nervura central e no pecíolo, formato das nervuras de médio porte, presença/ausência de tricomas tectores e sua descrição, presença de papilas na face abaxial da epiderme e características das células esclerenquimáticas presentes no limbo foliar. No que diz respeito às análises cromatográficas, as metodologias empregadas, simples, foram eficientes em estabelecer perfis específicos para cada espécie. Tanto a análise microscópica, quanto as análises cromatográficas propostas podem ser utilizadas isoladamente ou em conjunto com o objetivo de determinar a autenticidade e qualidade de drogas vegetais oriundas de espécies do gênero Passiflora.
dc.description.abstractAbstract: Determining the authenticity and quality of plant raw materials used in the formulation of herbal medicines, teas and cosmetics, is essential to ensure their safety and efficacy for clinical use. Some Passiflora species are officially recognized in pharmaceutical compendia of various countries and have therapeutic use, particularly as sedative and tranquilizer. However, the large number of Passiflora species, coupled with the fact that most species are popularly known as passion fruit, increases the misidentification problem. Thus, the purpose of this study is to make a pharmacognostic comparison between various Passiflora species to establish a morphoanatomical and chromatographic profile that could contribute to the quality control of herbal drug products that contain passion fruit. The comparison was conducted by collecting samples from twelve Passiflora species (P. actinia, P. alata, P. amethystina, P.capsularis, P. cincinnata, P. edulis f. flavicarpa, P. edulis f. edulis, P. incarnata, P. morifolia, P.urnifolia, P. coccinea and P. setacea) and three hybrids of P. coccinea and P. setacea from different locations and their morpho-anatomical features were analysed using optical microscopy and scanning electron microscopy. Their chromatographic profiles were obtained by two methods - thin layer chromatography and high-efficiency liquid chromatography, using the flavonoid C-glycosides isoorientin, orientin, vitexin and isovitexin as reference compounds. A microscopic analysis allowed a set of characters to be established that can help to differentiate between species. These include midrib and petiole shape, midrib and petiole vascular pattern, medium vein shape, presence/absence of trichomes (in our description), the presence of papillae on the abaxial epidermis and sclerenchymatic cells adjoining the vascular bundle. With regard to the chromatographic analysis, a simple methodology was employed, which was effective in establishing specific profiles for each species. Both the microscopic and chromatographic analyses discussed here, could be used either alone or together to assist in the determination of herbal drug quality and authenticity derived from a species of Passiflora.
dc.format.extent122f. : il. algumas color., grafs., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectFarmácia
dc.titleEstudo comparativo do perfil morfoanatômico e cromatográfico de folhas de Passiflora L., Passifloraceae
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record