Show simple item record

dc.contributor.authorAzambuja, Rafael da Rosa
dc.contributor.otherIwakiri, Setsuo, 1957-
dc.contributor.otherTrianoski, Rosilani
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Agrárias. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal
dc.date.accessioned2015-10-23T17:06:59Z
dc.date.available2015-10-23T17:06:59Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/38852
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Setsuo Iwakiri
dc.descriptionCo-orientadora : Profª. Drª. Rosilani Trianoski
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Agrárias, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal. Defesa: Curitiba, 24/02/2015
dc.descriptionInclui referências (fls. 97-105)
dc.descriptionÁrea de concentração : Tecnologia e utilização de produtos florestais
dc.description.abstractResumo: A legislação brasileira classifica os resíduos sólidos de madeira, oriundos de obras de construção civil, como responsabilidade de quem os produzir, neste caso, toda construtora ou demolidora tem como obrigação destinar seus resíduos para reuso ou reciclagem. O objetivo desta pesquisa foi testar a possibilidade da utilização de resíduos de madeira (madeira sólida e produtos de madeira) para a produção de painéis aglomerados, uma vez que a madeira e seus derivados representam uma proporção considerável de resíduos gerados na construção civil. Os resíduos foram obtidos em uma recicladora de madeira, localizada na região metropolitana de Curitiba/PR, os quais foram segregados em MDF, aglomerado, compensado e madeira maciça. Para a produção dos painéis foram seguidas duas hipóteses: 1) a possibilidade da utilização dos resíduos de forma pura (100% do painel de resíduos); 2) avaliar a utilização desses resíduos como adicional em uma mistura com partículas industriais de Pinus (75% Pinus + 25% resíduos; 50% Pinus + 50% resíduos). Os painéis foram produzidos com densidade nominal de 0,75g/cm³, a resina ureia formaldeído, e a prensagem foi realizada sob temperatura de 160ºC e pressão especifica de 40kgf/cm² por um período de 8 minutos. Para avaliação dos painéis foram testadas as suas propriedades físicas e mecânicas, baseados nas Normas EN e NBR. Os resultados destes testes foram comparados entre os tratamentos, a uma testemunha de Pinus sp. e aos requisitos mínimos exigidos pelas normas EN e NBR. Os resultados mostraram que a madeira presente nos resíduos de construção e demolição possuem potencial para serem utilizados na produção de painéis aglomerados. O resíduo de madeira maciça, dentre os painéis de resíduos puros (100% de resíduo) apresentou os melhores resultados. A melhor proporção foi 25% do resíduo de aglomerado e 75% de partículas de Pinus, seguido pelo resíduo de compensado na mesma proporção. As adições de 25 e 50% de resíduos apresentaram potencial para compor a camada interna de painéis MDP. Palavras-chave: Painéis reconstituídos. Reaproveitamento de resíduos. Resíduos de madeira. Resíduo sólido urbano.
dc.description.abstractAbstract: The Brazilian legislation classifies the construction and demolition wood waste as a responsibility of its producer, and those rejects must be reused or recycled. The objective of this research was to test the possibility of the use of this wood waste in production of particleboard, knowing that this material is a large portion of the construction and demolition waste. The residues were obtain in a wood recycler located in the metropolitan area of Curitiba/PR, in which the waste was classify as MDF, particleboard, plywood and solid wood. To the particleboard production, there were suggested two hypothesis: 1) the possibility of the use of the waste in fullness in the board (100% of the particleboard made of waste); 2) Waste used in addition to an industrial Pinus particles supply (75% Pinus + 25% waste; 50% Pinus + 50% waste). The particles of the Pinus sp., the resin and the paraffin were obtained from the company Berneck SA. The particleboards were produced with the density of 0.75g/cm³, resin used was urea formaldehyde, and the pressing was made at temperature of 160ºC, specific pressure of 40kgf/cm², by a period of 8 minutes. To evaluate the particleboard there were tested its physical and mechanical properties, such as: density properties, moisture content, water absorption and thickness swelling, static bending, internal bond and screws withdraw (at the face and at the top), based on the EN and NBR Standards. The results of these tests were compare to the control treatment and with the respective norms of EN and NBR. The results showed that the solid wood waste can be used alone as a raw material for particleboard products. The best treatment with wood waste to be add to Pinus supply was 25% of particleboard waste, followed by the plywood waste at the same proportion. The addition of 25 and 50% of the residues shown potential to be used in internal layers of MDP. Key words: Wood panels. Reuse of waste. Wood waste. Solid urban residues.
dc.format.extent105 f. : il. algumas color., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.titleAproveitamento de resíduos de construção e demolição para produção de painéis aglomerados
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record