Show simple item record

dc.contributor.authorManfredini, Denise
dc.contributor.otherCorrea, Fernando Motta
dc.contributor.otherCurado, Marcelo Luiz, 1972-
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômico
dc.date.accessioned2015-10-19T14:02:03Z
dc.date.available2015-10-19T14:02:03Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/38706
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Fernando Motta Correa
dc.descriptionCo-orientador : Prof. Dr. Marcelo Luiz Curado
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Ecônomico. Defesa : 17/04/2015
dc.descriptionInclui referências (fls. 57-59)
dc.description.abstractResumo: O objetivo do artigo é compreender as principais controvérsias acerca da racionalidade econômica da elaboração do II PND e sobre os resultados desse plano no que tange o desempenho da economia brasileira nos anos subsequentes a sua implementação, especialmente na primeira metade dos anos 1980, bem como analisar os impactos salariais e de distribuição ocupacional nas microrregiões que receberam alguns dos principais projetos do plano. Para tanto é feita uma discussão sobre a literatura acerca do projeto econômico do governo Geisel, também é ajustado um modelo VECM para compreender a relação entre transações correntes, capacidade de importar e taxa de investimento; e finalmente, é ajustado um modelo MQO e um modelo logit, com base no censo de 2010. Os principais resultados foram: (i) II PND não é um fator decisivo no desempenho de longo prazo das transações correntes, nem tem efeito sobre a capacidade de importar da economia nacional; (ii) No longo prazo, um aumento na capacidade de importar é parcialmente utilizado para elevar o volume de importação; (iii) Os projetos do II PND analisados tiveram um baixo impacto sobre os salários no longo prazo; e, (iv) Os trabalhadores de microrregiões que receberam os projetos apresentam maior probabilidade de estarem empregados em um setor de bens industriais. Palavras-chave: Economia brasileira, vetores auto-regressivos, mínimos quadrados ordinários
dc.description.abstractAbstract: The goal of this paper is understand the main controversies about the economic rationality of implement the II PND project and the results of this plan in the Brazilian economy in the subsequent years, especially the 1980's, as well analyse the wage and job spacial distribution impact in the regions that receive some of the leading projects. Is made a discussion about the literature of Geisel's economic project, also a VECM model is adjusted for analyse the relationship between current account, capability to import and investment rate, at least a MQO and logit model are adjusted with censo 2010 database. Te main results are: (i) II PND it is not a decisive factor in the long run outcome of current account, capability to import and investment rate; (ii) In the long run an increase in the capability to import rise importation; (iii) The II PND projects analysed had a small impact over wages in the long run; and (iv) the workers that live in the microregions that receive II PND projects are more likely to work in the manufacture sector. Keywords: Brazilian economy, vector autoregression , ordinary least square
dc.format.extent59 f. : il. algumas color., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectCrescimento e desenvolvimento economico
dc.titleEnsaios sobre o II Plano Nacional de Desenvolvimento Econômico
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record