Show simple item record

dc.contributor.authorLauer, Patricia Cristina Vicenzi
dc.contributor.otherCosta, Mayla Cristina, 1979-
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Contabilidade
dc.date.accessioned2015-10-16T18:44:03Z
dc.date.available2015-10-16T18:44:03Z
dc.date.issued2015
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/38701
dc.descriptionOrientadora : Profª. Drª. Mayla Cristina Costa
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Contabilidade. Defesa: Curitiba, 2015
dc.descriptionInclui referências (fls. 46-82)
dc.descriptionÁrea de concentração : Contabilidade e finanças
dc.description.abstractResumo: A crise econômica de 2008 originada no mercado imobiliário norte-americano atingiu dimensões nunca vistas desde a Grande Depressão de 1929, levando a economia mundial a um colapso. A literatura sugere que o impacto da crise foi evidenciado na retração de disponibilidade de recursos financeiros, além da queda dos títulos no mercado acionário. Vindo ao encontro, a estrutura de capital, que é definida como a composição de dividas de longo prazo e o capital próprio mantido pela empresa, é considerada uma das áreas mais complicadas de tomada de decisão, devido a sua relação com outras variáveis que implicam na decisão financeira. Diante deste cenário a presente pesquisa buscou avançar na compreensão da influência da crise de 2008 na composição da estrutura de capital das empresas. A relação entre endividamento está diretamente relacionada com a estrutura de capital definida pela empresa. Assim, o objetivo principal é verificar qual a influência da crise de 2008 no nível de endividamento das empresas de capital aberto não financeiras brasileiras. A base teórica contou com a definição das variáveis centrais do modelo, sua forma de mensuração, a justificativa para estabelecimento da relação proposta e levantamento bibliográfico de artigos nacionais e internacionais que tenham versado sobre a relação entre crise econômica de 2008 e estrutura de capital das empresas. A seguir, foram calculados os indicadores de endividamento definidos a partir da base teórica. O comportamento das variáveis levantadas sofreu uma análise exploratória a partir da estatística descritiva e um modelo econométrico de dados em painel foi utilizado para testar a hipótese de pesquisa. Como principal resultado, esta pesquisa verificou que o nível endividamento é medido pelo endividamento total e é explicado pelas variáveis Rentabilidade, Risco, Composição dos Ativos e Crescimento. A relação se mostrou estatisticamente positiva para todas as variáveis, e significante para Rentabilidade e Risco. Com isso evidencia-se, que as empresas que já possuíam um nível de endividamento antes da crise continuaram se endividando no período depois da crise, e que as empresas consideradas rentáveis antes do período da crise continuaram tendo rentabilidade e crescimento após a crise. Palavras chave: endividamento; crise econômica; estrutura de capital.
dc.description.abstractAbstract: Crises are related to the disruption of the existing structure, where the capital system appears to be unable to ensure production and lead to consumption, placing the paradox of the coexistence of under-and over-production. The literature suggests that the impact of the crisis of 2008 was evidenced in the decline of availability of financial resources, together with the reduction of the securities in the stock market. Come to the meeting, the capital structure, which is defined as the debt composition and long-term capital held by the company, is considered one of the most complicated areas of decision-making, due to its relationship with other variables that imply the financial decision. Against this background the present study sought to advance the understanding of the influence of the 2008 crisis in the capital structure of the composition of the companies. The relationship between debt is directly related to the capital structure defined by the company. Thus, the main objective is to verify the influence of the crisis of 2008 the level of indebtedness of public companies Brazilian not financial. The theoretical basis included the definition of the model's central variables, their form of measurement, the rationale for establishing the proposed relationship and literature of national and international articles that have learned about the relationship between economic crisis of 2008 and capital structure. Next, the debt indicators were calculated defined from the theoretical basis. The behavior of variables raised underwent an exploratory analysis from the descriptive statistics and a panel econometric model data was used to test the research hypothesis. The main result, this research revealed that the level indebtedness is measured by the total debt and is explained by the variables Profitability, Risk, Growth and Composition of Assets. The relationship is statistically positive for all variables, and significant for Profitability and Risk. Thus it is evident that companies that already have an indebtedness level before the crisis continued into debt in the period after the crisis, and that the companies considered profitable before the period of the crisis continued to have profitability and growth after the crisis. Keywords: indebtedness; economic crisis; capital structure.
dc.format.extent91 f. : il., tabs.
dc.format.mimetypeapplication/pdf
dc.languagePortuguês
dc.relationDisponível em formato digital
dc.subjectCiências Contábeis
dc.titleA relação entre crise financeira de 2008 e o nível de endividamento das empresas de capital aberto brasileiras
dc.typeDissertação


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record