Show simple item record

dc.contributor.advisorGonçalves, Flávio de Oliveirapt_BR
dc.contributor.authorDias, Felipe Augusto Rochapt_BR
dc.contributor.otherPorsse, Alexandre Alvespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômicopt_BR
dc.date.accessioned2015-07-03T22:11:50Z
dc.date.available2015-07-03T22:11:50Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/38206
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Flávio de Oliveira Gonçalvespt_BR
dc.descriptionCo-orientador : Prof. Dr. Alexandre Alves Porssept_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Ecônomico. Defesa : 31/03/2015pt_BR
dc.descriptionInclui referências : fls. 110-118pt_BR
dc.description.abstractResumo: As relações produtivas estão sempre se alterando no mundo contemporâneo, seja através de mudanças tecnológicas, seja a partir de mudanças na demanda final. Nesse cenário, a alteração da alocação da mão de obra é uma constante. No Brasil, isso não é diferente, sendo essa variável macroeconômica, alvo de grandes discussões acadêmicas e políticas. Para analisar o comportamento empírico no período pós-Plano Real, este trabalho utiliza a Matriz Insumo Produto do Brasil dentre os anos de 1995 e 2009 estimadas pelo Nereus e também uma Matriz Interregional de Insumo Produto Mundial com a descrição da economia de 40 países (27 da União Europeia e 13 outras grandes economias) o estudo faz uso de metodologias de Insumo-Produto e uma complementar derivada da mesma base de dados criada por Pasinetti, para analisar o comportamento dessa variável ao longo do tempo. O objetivo deste trabalho é verificar através de métodos de decomposição e de mensuração de interdependências, como a mão de obra se comporta em um ambiente de alterações das relações interesetoriais. São analisados três problemas nesse estudo, o primeiro é uma visão pasinettiana do problema através da variação de coeficientes verticalmente integrados e as respectivas relações de produtividade totais, diretas e indiretas. O segundo discute a desindustrialização a partir do conceito clássico do qual a variável que deve ser analisada é a de emprego. O terceiro e último problema é das mudanças de relações de emprego em um mundo globalizado, a partir do referencial teórico de Cadeias Globais de Valor, com o complemento do conceito de complexidade econômica. Os resultados, cada um com seu enfoque, evidenciam que a mão de obra ociosa que existia no início do período foi inserida no mercado de trabalho, mas que isso não levou necessariamente a uma melhora da competitividade da economia brasileira em um cenário internacional. A principal causa de criação de empregos é a mudança interna, seguida pelas relações do Brasil com o mercado internacional. Existem indícios de que a economia brasileira está se tornando intensiva em mão de obra quando comparada aos outros países, sua demanda por mão de obra em relação aos outros países apresentam tendência de queda enquanto que a demanda por produtos brasileiros aumentam a necessidade de mão de obra. Palavras-chave: Mudança Estrutural, Emprego, Insumo-Produto, Pasinetti, Coeficientes Verticalmente Integrados, Desindustrialização, Cadeias Globais de Valor, Complexidade Econômica, Brasil.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The productive relationships are always changing in the contemporary world, whether through technological changes, either from changes in final demand. In this scenario, the change of labor allocation is a constant. In Brazil, this is no different, and this macroeconomic variable, the subject of great academic and political discussions. To analyze the empirical behavior in the post-Real Plan period, this study uses the Input-Output Matrix of Brazil from the years 1995 and 2009 estimated by Nereus and also an Inter-regional World Input-Output Matrix with the description of the 40 countries economies (27 EU and 13 other major economies) the study uses methods of decomposition and multipliers in input-output and an additional derived from the same database created by Pasinetti, to analyze the behavior of this variable over time. The objective of this study is to verify through these methods as the manpower behaves in a change of environment intersetorials relations. Are analyzed in this study three problems, the first one is a pasinetti's view of the problem by varying vertically integrated coefficients and its total productivity, direct and indirect relations. The second discusses the deindustrialization from the classic concept that the variable that should be analyzed is that of employment. The third and final problem is the changes of employment relations in a globalized world, from the theoretical framework of Global Value Chains, with the addition of the concept of Economic Complexity. The results, each with its approach, shows that the works outside of the labor market at the beginning of the period is now in the job market, but it does not necessarily lead to an improvement of the competitiveness of the Brazilian economy in an international setting. The main cause of job creation is the internal change, followed by Brazil's relations with the international market. There are indications that the Brazilian economy is becoming intensive labor when compared to other countries, their demand for labor in relation to other countries show a downward trend while the demand for Brazilian products increase the need for labor . Keywords: Structural Change, Employment, Input-Output, Pasinetti, Vertically Integrated Coefficients, De-industrialization, Global Value Chains, Economic Complexity, Brazil.pt_BR
dc.format.extent120f. : il. algumas color., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectCrescimento e desenvolvimento economicopt_BR
dc.subjectMão-de-obra - Brasilpt_BR
dc.subjectEmprego (Teoria economica)pt_BR
dc.subjectRelações intersetoriaispt_BR
dc.subject.ddc331.11pt_BR
dc.titleTrês ensaios sobre alocação setorial da mão de obra na economia brasileira pós-plano realpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record