Show simple item record

dc.contributor.advisorPanizzi, Antônio Ricardo, 1950-pt_BR
dc.contributor.authorSmaniotto, Lisonéia Fiorentinipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Entomologia)pt_BR
dc.date.accessioned2015-05-25T14:43:13Z
dc.date.available2015-05-25T14:43:13Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/38055
dc.descriptionOrientador : Dr. Antônio Ricardo Panizzipt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Entomologia). Defesa: Curitiba, 27/02/2015pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração : Entomologiapt_BR
dc.description.abstractResumo: Estudos referentes à identificação, bioecologia e preferência alimentar dos percevejos barriga-verde Dichelops furcatus (F., 1775) e Dichelops melacanthus (Dallas, 1851) em diferentes plantas cultivadas [milho, Zea mays L., trigo, Triticum aestivum L., Poaceae, e soja, Glycine max (L.) Merrill, Fabaceae] e não-cultivadas (buva, Conyza bonariensis L., picão-preto, Bidens pilosa L., Asteraceae, e leiteiro, Euphorbia heterophylla L., Euphorbiaceae) foram realizados na região de Passo Fundo, RS. A identificação e diferenciação dos percevejos do gênero Dichelops Spinola, 1837 foram baseadas na genitália masculina e caracteres externos dos insetos (coloração do pronoto, tamanho do inseto). Em levantamento realizado durante o período de dois anos (2011/13), o percevejo barriga-verde encontrado na região de Passo Fundo, RS, foi identificado como D. furcatus; sendo observado com maior frequência durante o outono, inverno e primavera. A área em pousio, com presença de restos das culturas de soja e milho, assim como área com pastagem perene, contribuíram para a manutenção e o desenvolvimento do percevejo D. furcatus. Verificou-se que esse percevejo apresentou distribuição desuniforme no campo. D. melacanthus não foi encontrada. Em testes em laboratório, os melhores resultados quanto ao desempenho de ninfas de D. furcatus e D. melacanthus foram quando elas se alimentaram com vagem verde de soja (VVS); quando os alimentos foram oferecidos na forma de plântulas nenhuma das ninfas chegou à fase adulta. Ninfas de D. furcatus alimentadas com VVS tenderam a apresentar menor mortalidade (30%), em comparação com os demais alimentos [83,3% em sementes maduras de trigo (SMT); 93,3% em vagem verde de feijão (VVF); 100,0% em sementes maduras de soja (SMS), sementes maduras de milho (SMM), e plântulas de soja (PLS), de trigo (PLT) e de milho (PLM)]. Ninfas de D. melacanthus alimentadas com VVS tenderam a apresentar menor mortalidade (30,0%), em comparação aos outros alimentos [50,0% em VVF; 70,0% em SMT; 83,3% em SMS; 100% em PLS; PLT e PLM]. As ninfas de ambas as espécies, alimentadas com plantas não-cultivadas apresentaram alta mortalidade. Ninfas de D. furcatus alimentadas com sementes maduras de picão-preto B. pilosa (SMP) apresentaram mortalidade (93,3%), e 100,0% nos seguintes alimentos: sementes maduras de buva C. bonariensis (SMB); sementes maduras de leiteiro E. heterophylla (SML); plântulas de picão-preto B. pilosa (PLP); plântulas de buva C. bonariensis, (PLB); plântulas de leiteiro E. heterophylla (PLL). Ninfas de D. melacanthus tiveram mortalidade de 100,0% quando alimentadas com SMP, SMB, SML, PLP, PLB e PLL. Os adultos de D. furcatus apresentaram melhor desempenho ao se alimentarem de partes reprodutivas em comparação às vegetativas (plântulas). VVF e VVS proporcionaram um desempenho reprodutivo melhor para os adultos de D. furcatus, com maior percentagem de fêmeas em oviposição (70,0 e 55,0% respectivamente); nos alimentos SMS, SMT e SMM o desempenho reprodutivo variou de 15,0-35,0%; as fêmeas que foram alimentadas com plântulas não ovipositaram. Os adultos de D. melacanthus apresentaram melhor desempenho ao se alimentar com VVS e VVF, nos quais, 75,0% das fêmeas ovipositaram; nos alimentos SMM, SMT e SMS o desempenho variou de 45,0-55,0%; em plântulas, as fêmeas não ovipositaram. Em alimentos derivados de plantas não-cultivadas, fêmeas de ambas as espécies não ovipositaram. Em coletas realizadas a campo, o percevejo D. furcatus apresentou espinhos pronotais curtos e mais arredondados nos meses do outono/inverno, e mais longo nos meses da primavera/verão; a coloração abdominal variou durante o ano; na primavera/verão a coloração abdominal foi predominantemente verde, e parte da população no outono/inverno apresentaram abdômen marrom-acinzentado. Os machos e fêmeas das espécies D. furcatus e D. melacanthus apresentaram órgãos reprodutivos imaturos no outono/inverno. No teste de preferência com a utilização de olfatômetro, adultos de D. furcatus preferiram plântulas de trigo, soja e milho. Em gaiolas de criação, adultos de D. furcatus, preferiram plântulas de buva, C. bonariensis, picão-preto B. pilosa, e leiteiro E. heterophylla. Para D. melacanthus em teste de olfatometria os adultos preferiram plântulas de milho e trigo. Em gaiolas de criação adultos de D. melacanthus preferiram plântulas de buva C. bonariensis, picão-preto B. pilosa, e leiteiro E. heterophylla. Em geral, as plântulas de plantas cultivadas foram preferidas quando comparadas as plântulas de plantas não-cultivadas em teste de olfatometria, e, em gaiolas de criação, a preferência foi por plântulas de plantas não-cultivadas. Palavras-chaves: Percevejos, Dichelops furcatus, Dichelops melacanthus, preferência alimentar, plantas cultivadas, plantas não-cultivadas, olfatometro.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Studies referring to the identification, bioecology and feeding preference of the green-bellied stink bugs Dichelops furcatus (F., 1775) and Dichelops melacanthus (Dallas, 1851) in different cultivated plants [corn, Zea mays L., wheat, Triticum aestivum L., Poaceae, e soybean, Glycine max (L.) Merrill, Fabaceae] and non-cultivated (flax-leaf fleabane, Conyza bonariensis L., black-jack, Bidens pilosa L., Asteraceae, and fireplant, Euphorbia heterophylla L., Euphorbiaceae) have been carried out along the region of Passo Fundo, RS. The identification and differentiation of the Dichelops Spinola, 1837 stink bugs were based mainly on male genitalia and external features of the insects (pronotum coloration, insect size). On field surveys, realized during a period of two years (2011/13), the green-bellied bug found in the region of Passo Fundo, RS, was identified as D. furcatus being more frequently observed during autumn, winter and spring. The area of fallowing, with the presence of remaining of soybean and corn cultures, as well as in perennial pasture areas, contributed to the maintenance and development of the stink bug D. furcatus. It was verified that the distribution of the bug was not uniform. The species D. melacanthus was not found. In lab tests, the best results on nymphs performance D. furcatus and D. melacanthus was when the fed on soybean pod (VVS); when the food offered was in the form of seedlings no nymphs reached the adult phase. D. furcatus nymphs fed with VVS presented less mortality (30,0%), in comparison with other foods [83,3% in mature wheat seeds (SMT); 93,3% in green beans (VVF); 100,0% in mature soybean seeds (SMS), in mature corn seeds (SMM), and in soybean seedlings (PLS)]. D. melacanthus nymphs fed with VVS tended to presented less mortality (30,0%) in comparison with other foods [50,0% in VVF; 70,0% in SMT; 83,3% in SMS; 100% in PLS; PLT and PLM]. Nymphs of both species fed with non-cultivated plants presented high mortality rates. D. furcatus nymphs fed with mature seeds of black-jack B. pilosa (SMP) presented mortality (93,3%). Nymphs fed with mature seeds of black-jack showed mortality (93,3%), and 100,0% on the following foods: flax-leaf mature seeds C. bonariensis (SMB); fireplant mature seeds E. heterophylla (SML); black-jack seedlings B. pilosa (PLP); flax-leaf seedlings C. bonariensis, (PLB); fireplant seedlings E. heterophylla (PLL). D. melacanthus nymphs had a rate of 100,0% mortality when fed with SMP, SMB, SML, PLP, PLB and PLL. D. furcatus adults showed better performance when feeding on reproductive parts in comparison to vegetative (seedlings). VVF and VVS provided a better reproductive performance, with a higher percentage of females in oviposition (70,0% and 55,0%); in the SMS, SMT and SMM foods, the reproductive performance varied between 15,0 - 35,0%; the females fed with seedlings did not oviposit. Adults of D. melacanthus showed better performance when feeding with VVS and VVF, in which 75,0% of females oviposit; with the SMM, SMT and SMS foods the performance varied between 45,0-55,0%; with seedlings the females did not oviposit. In foods derived from non-cultivated plants, females of both species did not oviposit. In field collects, the D. furcatus stink bug presented shorter and rounder spines during the autumn/winter months, and longer spines during the spring/summer months; the abdominal coloration varied along the year; in spring/summer it was mainly green, and part of the population presented greyish brown abdominal coloration during the autumn/winter. Males and females of D. furcatus e D. melacanthus presented immature reproductive organs during autumn/winter. In the preference test with olfactometer, adults of D. furcatus preferred wheat, soybean and corn seedlings. In cages, D. furcatus preferred seedlings of flax-leaf, C. bonariensis, black-jack B. pilosa, and fireplant E. heterophylla. For D. melacanthus in the olfactometer tests, the adults preferred corn and wheat seedlings. In cages D. melacanthus preferred flax-leaf C. bonariensis, black-jack B. pilosa, and fireplant E. heterophylla. In general, in the olfactometer tests seedlings of cultivated plants where preferred in comparison to non-cultivated plants; in cages tests the opposite was observed. Keywords: Stink bug, Dichelops furcatus, Dichelops melacanthus, feeding preference, cultivated plants, non-cultivated plants, olfactometer.pt_BR
dc.format.extent115f. : il. algumas color., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectEntomologia e malacologia de parasitas e vetorespt_BR
dc.titleBiologia e interação com plantas associadas dos percevejos barriga-verde, Dichelops furcatus (F., 1775) e Dichelops melacanthus (Dallas, 1851) (Hemiptera: Heteroptera: Pentatomidae)pt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record