Show simple item record

dc.contributor.authorSantana, Simone Simões de Mellopt_BR
dc.contributor.otherGodoi, Ricardo Henrique Moretonpt_BR
dc.contributor.otherTadano, Yara de Souzapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência dos Materiais - PIPEpt_BR
dc.date.accessioned2015-05-13T15:08:51Z
dc.date.available2015-05-13T15:08:51Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/37952
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Ricardo H. M. Godoipt_BR
dc.descriptionCo-orientadora: Profª. Drª. Yara de Souza Tadanopt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência dos Materiais - PIPE. Defesa: Curitiba, 10/02/2015pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentraçãopt_BR
dc.description.abstractResumo: Os efeitos da poluição atmosférica sobre a saúde e o meio ambiente são reconhecidos pela comunidade cientifica como uma realidade que precisa ser suprimida. Motores movidos a diesel são muito utilizados no transporte da população e de carga, sendo considerados grandes fontes de poluição de material gasoso e particulado. Especificamente, para reduzir as emissões de poluentes atmosféricos de veículos de carga pesada nos grandes centros urbanos, fez-se necessária a combinação de novas tecnologias de motores (PROCONVE 7), associada ao desenvolvimento e utilização, fracionada ou integral, de combustíveis alternativos. Nesta pesquisa foi realizada a identificação e quantificação de compostos nitrogenados (NOx, NO, NO2, N2O, e NH3), hidrocarbonetos não-metano (NMHC) correspondente a soma dos HC medidos com exceção do metano (CH4), hidrocarbonetos de diesel (HCD) correspondente os HC totais emitidos, monóxido de carbono (CO), dióxido de carbono (CO2) e dióxido de enxofre (SO2), utilizando um motor Euro V equipado com sistema de Redução Catalítica Seletiva (SCR), para combustíveis diesel S50 (teor de enxofre menor que 50 ppm), S10 (teor de enxofre menor que 10 ppm) e biodiesel B20 (80% diesel S10 com 20% biodiesel de soja). Os gases foram gerados utilizando-se de um dinamômetro de bancada combinando-se os diversos combustíveis e sistema de pós-tratamento ligado ou desligado. Os gases emitidos foram identificadas através de analisador de gases multicomponente FTIR (Fourier Transform Infrared Spectroscopy) acoplado após sistema de escape do motor. Os resultados foram avaliados pelo método estatístico de Tukey. As análises estatísticas indicaram que a mudança do diesel S50 para o biodiesel B20, com o SCR, diminuiu significativamente as emissões de NH3. A utilização do sistema SCR mostrou-se eficiente, indicando significativa redução nas emissões de NO e NO2. Em contrapartida, as emissões de N2O apontaram aumento com a utilização do SCR. Além disso, a utilização do combustível B20, também incrementou as emissões do N2O. Quanto aos compostos orgânicos identificados, especificamente com a utilização de B20 e SCR ativado, observou-se o aumento significativo nas emissões de NMHC, HCD, CH4, C3H6 (propileno) e C3H8 (propano). Palavras chave: Emissão veicular, SCR, biodiesel, hidrocarbonetos.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The effects of air pollution on health and the environment are recognized by the scientific community as a reality that needs to be suppressed. Diesel engines are widely used for people and cargo transportation and, are considered great sources of gaseous and particulate pollution. Specifically, to reduce emissions of air pollutants from heavy-duty vehicles in urban centers, it was necessary the combination of new engine technologies (PROCONVE 7), associated to the development and use, partially or completely, of alternative fuels. In this research, the identification and quantification of nitrogen compounds (NOx, NO, NO2, N2O, and NH3), non-methane hydrocarbons (NMHC) corresponding to the sum of the measured HC except for methane (CH4), hydrocarbons of diesel (HCD) corresponding to the total emitted HC, carbon monoxide (CO), carbon dioxide (CO2) and sulfur dioxide (SO2) was performed, using an Euro V engine equipped with Selective Catalytic Reduction (SCR), to S50 diesel fuel (less than 50 ppm sulfur content), S10 (less than 10 ppm sulfur content) and biodiesel B20 (80% of S10 diesel with 20% of soybean biodiesel). The gases were created using a bench dynamometer by combining several fuels and aftertreatment system on or off. The emitted gases were identified by a multicomponent FTIR gas analyzer (Fourier Transform Infrared Spectroscopy) coupled after the engine exhaust system. The results were evaluated by the Tukey statistical method. Statistical analyzes showed that changing from S50 diesel to B20 biodiesel, with the SCR, significantly increased emissions of NH3. The use of the SCR system was efficient, indicating significant reduction in emissions of NO and NO2. In contrast, N2O emissions showed an increase due to the use of the SCR. Furthermore, the use of B20 fuel also increased N2O emissions. Regarding the identified organic compounds, specifically to the use of B20 and SCR on, a significant increase of NMHC, HCD, CH4, C3H6 (propylene) and C3H8 (propane) emissions was observed. Keywords: vehicular emissions, SCR, biodiesel, hydrocarbons.pt_BR
dc.format.extent108f. : il. algumas color., tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectEngenhariaspt_BR
dc.titleEmissões gasosas de combustão diesel e de biodiesel utilizando motor Euro V e sistema de pós-tratamento SCR em dinamômetro de bancadapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record