Show simple item record

dc.contributor.advisorOsiecki, Raul, 1965-pt_BR
dc.contributor.authorFerreira, Guilherme Assunçãopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Educação Físicapt_BR
dc.date.accessioned2018-03-27T12:38:09Z
dc.date.available2018-03-27T12:38:09Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/37895
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. Raul Osieckipt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Educação Física. Defesa: Curitiba, 23/02/2015pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração: Exercício e esportept_BR
dc.description.abstractResumo: A identificação do limiar de lactato (LL) em teste progressivo (TP) é comumente empregado para a discriminação da aptidão aeróbia e verificação de efeitos de treinamento. Alternativamente, a percepção subjetiva de esforço (PSE) possibilita a identificação de um limiar de PSE (LPSE) em não atletas, restando dúvidas sobre sua intensidade de ocorrência e seu uso na identificação do LL em atletas. O objetivo deste estudo foi verificar intensidade de ocorrência do LPSE e sua associação com o LL em atletas de endurance. Vinte e quatro sujeitos (13 atletas de endurance (GA) e 11 indivíduos ativos fisicamente - grupo não atletas (NA)) realizaram um TP em ciclo ergômetro, à 80 rpm, carga inicial de 110 W durante cinco minutos, estágios de três minutos e incrementos de 47 W. O LL foi identificado por três diferentes critérios: 1) - intensidade do exercício que precede um aumento na concentração de lactato em 1 mmol.l-1 sobre os valores de repouso (LL1mmol); 2) - intensidade do exercício correspondente à concentração fixa de 4 mmol.l-1 (LL4mmol); e 3) - Dmax da diferença entre um ajuste polinomial de 3° ordem da curva formada pela relação Lactato/carga e um ajuste linear ligando os extremos da curva (LLDmax). O LPSE foi identificado no Dmax da diferença entre um ajuste polinomial de 3° ordem da curva formada pela relação PSE/carga e um ajuste linear ligando os extremos da curva (LPSE). No GA a potência máxima (Wmax) e a potência de ocorrência dos Limiares (i.e. LPSE, LL1mmol, LLDmax e LL4mmol) foram significativamente superiores ao valores obtidos para o NA (p < 0,05). Similarmente, o mesmo foi observado para a %Wmax de ocorrência do LL1mmol (p < 0,05) e a FC (bpm) e %FCpico de ocorrência do LL1mmol e LL4mmol (p < 0,05). O LPSE no GA foi encontrado em intensidade similares ao LL1mmol e, em menores intensidade que LLDmax e LL4mmol (p < 0,05). Foi encontrado um pequeno viés entre a potência mensurada no LPSE e a potência mensurada no LL1mmol ( > 5%) e um amplo viés entre a potência mensurada no LPSE e a potência mensurada no LLDmax e LL4mmol ( > 5%). Para o NA, o LPSE foi encontrando em maiores intensidades que o LL1mmol (p < 0,05), mas em intensidades similares ao LLDmax e LL4mmol (p > 0,05). Embora fosse observado um amplo viés entre a potência mensurada no LPSE e a potência mensurada no LLDmax e LL4mmol (> 5%). Estes resultados sugerem que o LPSE pode predizer alternativamente o LL identificado na intensidade do exercício que precede um aumento na concentração de lactato em 1 mmol.l-1 sobre os valores de repouso em atletas, mas deve ser utilizado com cautela para a identificação do LLDmax, uma vez que o LPSE tende a subestimar o LLDmax em atletas e não atletas. Palavras Chaves: Limiar de percepção subjetiva de esforço; Atletas; Limiares de transição fisiológica; Avaliação de atletas; Desempenho.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The lactate threshold (LT) identified in progressive test has been widely used to discriminate aerobic fitness. Alternatively, the rate of perceived exertion (RPE) present a threshold (RPET) in non-athletes, but it is unclear if this possible to determinate LT in athletes. The aim of this study was to verify the occurrence of RPET and its association with LT in endurance athletes. Twenty four subjects (13 endurance athletes - athlete group (AG) with age = 35.9 ± 9.3 years; body mass = 72.4 ± 5.4 kg; height = 176.0 ± 4.9 cm and body fat = 9.3 ± 3.2 % and 11 physically active individuals - non-athlete group (NA) with age = 28.5 ± 10.1 years; body mass = 88.8 ± 11.0 kg, height = 179, 6 ± 7.2 cm and body fat = 14.5 ± 6.2 %) performed an incremental test on a cycle ergometer, at 80 rpm, with initial load of 110 W, and increments of 47 W each 3 min. until voluntary exhaustion or inability to maintain the specified pace. The LT was identified by three different criteria: 1) - intensity of exercise that precedes an increase in lactate concentration in 1 mmol.l-1 on resting values (LT1mmol); 2) - intensity of the corresponding fixed blood lactate concentration of 4 mmol.l-1 (LT4mmol); and 3) - Dmax of the difference between a polynomial fit to the 3rd order of the curve formed by lactate / power output and a linear fitting curve connecting the end (LTDmax). The RPET was identified by Dmax of the difference between a polynomial fit to the 3rd order curve formed by the RPE/power output relationship and a linear fitting curve connecting the end (RPET). For GA the maximum power output (Wmax) and power output of occurrence of thresholds (I.e. RPET, LT1mmol, LTDmax and LT4mmol) were significantly higher than the values obtained for the NA (P < 0.05). Similarly, the same was observed for the %Wmax at LT1mmol (p < 0.05) and HR and %HRpeak at LT1mmol and LT4mmol (p < 0.05). The RPET in GA was found in similar intensity to LT1mmol (p > 0.05), and lower intensity that LTDmax and LT4mmol (p < 0.05). A small bias was found between the power output measured in RPET and LT1mmol (< 5%) and a large bias was found between the power output of measured RPET and other thresholds (LTDmax and LL4mmol) (> 5%). For the NA the REPT was found in higher intensity that LT1mmol (p < 0.05) and in similar intensities that LTDmax and LL4mmol (p > 0.05). Although a large bias was found between the power output measured at RPET and thresholds (LTDmax and LL4mmol). These results suggest that RPET may alternatively predict the LT identified in exercise intensity above an increase in lactate concentration of 1 mmol.l-1 over basal levels in athletes, however the RPET should to be utilized with precaution to predict to LTDmax, since RPET tends to underestimate the LTDmax in athletes and non-athletes. Key words: Perception exertion threshold; athletes; Physiological transition threshold; Athletes evaluation; Performance.pt_BR
dc.format.extent81p. : tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectEducação Físicapt_BR
dc.subjectPercepcao subjetiva de esforcopt_BR
dc.subjectAtletaspt_BR
dc.subjectLimiar de lactatopt_BR
dc.subjectTeste progressivopt_BR
dc.titlePredição do limiar de lactato em atletas de endurance a partir da curva de esforço percebido durante teste progressivopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record