Show simple item record

dc.contributor.authorRhodes, Carine de Almeida Arrudapt_BR
dc.contributor.otherPan, Miriam Aparecida Graciano de Souzapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologiapt_BR
dc.date.accessioned2015-05-06T14:22:23Z
dc.date.available2015-05-06T14:22:23Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/37888
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Miriam Aparecida Graciano de Souza Panpt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Psicologia. Defesa: Curitiba, 30/10/2014pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionLinha de pesquisa: Práticas educativas e produção de subjetividadept_BR
dc.description.abstractResumo: O presente trabalho consiste em uma investigação acerca dos sentidos da experiência acadêmica para um grupo de universitários da Universidade Federal do Paraná. Discute-se que a implementação de políticas inclusivas de acesso e de permanência demanda maior abrangência na compreensão sobre movimentos sociais, desafios e expectativas de integrantes dos mais diversificados grupos, os quais passam a integrar o corpo discente das universidades brasileiras. Estes discentes requerem maior compreensão sobre suas necessidades para uma trajetória de qualidade. O estudo está inserido em um contexto de pesquisa na UFPR que desenvolve e discute aspectos relacionados à permanência acadêmica. No recorte do presente trabalho, objetivou-se analisar os sentidos da experiência da graduação do estudante da UFPR por meio de uma pesquisa-intervenção. Dela participaram nove estudantes de diferentes cursos da UFPR, com idades entre 20 e 60 anos, durante sete encontros de duas horas de duração cada. Os encontros realizados constaram de cinco oficinas de crônicas e duas entrevistas dialogadas no Centro de Assessoria e Pesquisa em Psicologia e Educação (CEAPPE). Um total de 39 crônicas foram produzidas pelos participantes nos encontros, além de sete diários de campo dos pesquisadores, e um vídeo produzido pelos próprios estudantes na última oficina. A análise dos dados fundamentou-se nos autores que convergem posicionamentos acerca da rememoração e da escrita como forma de ressignificação dos sentidos e de transformação social. Apontam-se nos discursos analisados o desejo do estudante pela apropriação da linguagem acadêmica e a busca pela legitimação e aceitação da sua voz. A chance de o estudante fazer uso da palavra foi observada como fator imanente à sua postura protagonista na academia e, nesse sentido, retoma-se a importância de a Psicologia Educacional desenvolver uma intervenção contextualizada às transformações sociais e promotora de um espaço de diálogo com os estudantes, a fim de auxiliar na promoção da qualidade de sua trajetória. Palavras-chave: Políticas inclusivas. Universitários. Sentidos da permanência. Pesquisa qualitativa. Ressignificação. Psicologia Educacional.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present work is an investigation on the meaning of the academic experience for a group of university students from the Federal University of Paraná. It is argued that the implementation of inclusive policies for access and permanence demands more comprehensive understanding of social movements, challenges and expectations of members of the most diverse groups, which become part of the student body of Brazilian universities. These students require greater understanding of their needs for a quality career. The work is part of a research context in UFPR that develops and discusses aspects related to academic permanence. In our study, we aimed to analyze the meaning of UFPR student experience through an action research. Nine students from diverse careers participated in the survey, aged between 20 and 60 years, during seven meetings of two hours duration each. The meetings consisted of five chronic workshops and two dialogued interviews at the Center for Advising and Research in Psychology and Education (CEAPPE). A total of 39 chronic were produced by participants in meetings, and seven field diaries of researchers, and a video produced by the students themselves in the last workshop. Data analysis was based on the authors converging positions on the recollection and writing as a way of reframing meanings and social transformation. Student's desire for the appropriation of academic language and the search for legitimacy and acceptance of his/her voice were pointed out on analyzed speeches. The chance for the student to use the word was seen as immanent factor in his/her protagonist position in Academy and, in that sense, it is resumed the importance of educational psychology to develop a contextualized intervention to social change and promoting a space for dialogue with students in order to assist the promotion of the quality of its trajectory. Keywords: Inclusive policies. University Students. Sense of permanence. Qualitative research. Reframing. Educational Psychology.pt_BR
dc.format.extent151f : il., algumas color., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectPsicologiapt_BR
dc.titleCrônicas do cotidiano universitário : um estudo sobre os sentidos da experiência da graduação no discurso de um grupo de acadêmicos da Universidade Federal do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record