Show simple item record

dc.contributor.advisorTomio, Fabricio Ricardo de Limaspt_BR
dc.contributor.authorCleto, Vinicius Hsupt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Jurídicas. Curso de Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2015-04-30T22:16:22Z
dc.date.available2015-04-30T22:16:22Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/37860
dc.descriptionOrientador: Fabricio Ricardo de Limas Tomiopt_BR
dc.descriptionMonografia (graduação) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Curso de Graduação em Direitopt_BR
dc.description.abstractResumo: O presente estudo investiga a Política do Direito de esquerdistas e de direitistas. A diferenciação entre esquerda e direita é possível, embora vários critérios distintivos errôneos tenham sido propostos na literatura política. A esquerda pode ser discriminada da direita porque defende a desnecessidade de relações verticais de poder para a manutenção da gregariedade humana. O centro político não existe, uma vez que a mera existência de um fator absoluto de apartação impede o surgimento de uma zona cinzenta. O critério proposto encontra respaldo nas influências teóricas de cada um dos lados, bem como nos projetos jurídicos consagrados pelas subcategorias que compõem os polos. Para ilustrar a correição da classificação, a monografia analisou a Constituição dos Estados Unidos da América de 1787, o Código Napoleônico de 1804, a Constituição de Weimar de 1919, as leis do III Reich, os bandos do regime ditatorial chileno de 1973, as Constituições da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e as Constituições da República Popular da Chinapt_BR
dc.format.extent67 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDireito e politicapt_BR
dc.titleOs dois lados da política do direitopt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record