Show simple item record

dc.contributor.authorTureck, Luciane Viaterpt_BR
dc.contributor.otherAlle, Lupe Furtadopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Genéticapt_BR
dc.date.accessioned2015-05-04T18:36:57Z
dc.date.available2015-05-04T18:36:57Z
dc.date.issued2015pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/37834
dc.descriptionOrientadora : Profª Drª Lupe Furtado Allept_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Genética. Defesa: Curitiba, 19/03/2015pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentraçãopt_BR
dc.description.abstractResumo: A síndrome metabólica (SMet) compreende vários distúrbios endócrinos cujas vias contribuem para o aparecimento de doenças cardiovasculares (primeira causa de morte no mundo), o que a torna alvo de pesquisas e políticas de saúde pública. Identificar seus fatores de suscetibilidade é importante para a melhor compreensão da doença, possibilitando assim a aplicação de medidas de prevenção e tratamento mais eficientes. Por se tratar de uma doença complexa, são muitos os contribuintes para sua ocorrência, dentre estes, os fatores genéticos, que ganham destaque dadas as significativas taxas de recorrência familial da mesma. O presente trabalho analisou a influência de oito SNPs (single nucleotide polymorphism), localizados em genes cujos produtos participam de vias do metabolismo energético (ADIPOQ, ADBR2, ADBR3, GHRL, HSD11B1, PLIN4), sobre componentes isolados da SMet, compostos por parâmetros antropométricos (índice de massa corporal (IMC), razão cintura estatura, composição corporal), bioquímicos (glicemia em jejum, insulina, HDL-C, LDL-C, TG, CT, adiponectina), e de imagem (espessura da camada de gordura visceral, espessura médio intimal da carótida), em uma amostra populacional, aparentemente saudável de trabalhadores da Universidade Federal do Paraná. As medidas antropométricas, bioquímicas e de imagem foram obtidas por métodos padronizados e seguindo protocolos adequados. Os SNPs foram genotipados pelo ensaio de discriminação alélica TaqMan (Applied Biosystems). As análises estatísticas incluíram a contagem direta dos genótipos, cálculo de frequência alélica, comparação de médias (parâmetros com distribuição paramétrica foram comparados por teste T, enquanto dados com distribuição não paramétrica foram comparados por teste Mann Whitney), análise de regressão múltipla e correlação de Spearman. Todos os SNPs investigados apresentaram associação com componentes isolados da SMet. Os parâmetros bioquímicos: LDL-C e CT apresentaram associação com o polimorfismo 276G>T do gene ADIPOQ exclusivamente em homens; enquanto que o polimorfismo rs8887 do gene PLIN4 apresentou associação com estes mesmos parâmetros somente em mulheres, sendo que em homens este mesmo SNP foi associado aos níveis de TG. A glicemia foi associada ao polimorfismo rs12086634 do gene HSD11B1, e ao polimorfismo Arg16Argdo gene ADBR2 somente entre as mulheres que compuseram o estudo, enquanto que entre os homens este parâmetro bioquímico foi associado ao polimorfismo Gln27Glu também do gene ADBR2. Os níveis de HDL-C foram associados ao polimorfismo rs846910 do gene HSD11B1 entre as mulheres, enquanto que este mesmo parâmetro foi associado ao polimorfismo Trp64Trp do gene ADBR3 em homens. Entre os fatores antropométricos e de imagem analisados, os níveis massa magra e IMC foram influenciados pelo polimorfismo Arg16Argdo gene ADBR2 apenas nas mulheres, enquanto que a variação Gln27Glu do mesmo gene foi associada à espessura médio intimal da carótida em ambos os sexos. O polimorfismo Trp64Trp do gene ADBR3 foi associado à espessura médio intimal da carótida somente em homens. O polimorfismo L72M do gene GHRL não apresentou associação dependente de gênero, sendo associado aos níveis de HDLC na amostra geral. Verificamos que as associações entre os parâmetros de risco que compõem a SMet e os SNPs investigados foram marcadamente dependentes do gênero, sendo que estudos futuros são necessários para avaliar a possível influência dos hormônios sexuais na modulação das relações observadas. Palavras chave: Síndrome metabólica, parâmetros antropométricos, parâmetros bioquímicos, parâmetros de imagem, polimorfismos genéticos, associação, gênero.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Metabolic syndrome (MetS) comprises several endocrine disorders that contribute to the onset of cardiovascular disease (the leading cause of death in the world), making it the subject of research and public health policies. Identifying your susceptibility factors is important for a better understanding of the disease, thus enabling the implementation of prevention measures and treatment more effective. Because it is a complex disease, many factors contribute to its development, among them, the genetic factors that are highlighted given the significant familial recurrence rates. This study examined the influence of eight SNPs (single nucleotide polymorphism), located in genes whose products participate in energy metabolism pathways (ADIPOQ, ADRB2, ADRB3, GHRL, HSD11B1, PLIN4) on MetS individual components, composed of anthropometric parameters (body mass index (BMI), waist height ratio, body composition), biochemical (fasting glucose, insulin, HDL-C, LDL-C, TG, TC, adiponectin), and image (thickness of visceral fat layer, mean intimal thickness of the carotid), in a population sample, workers apparently healthy of the Federal University of Paraná. The anthropometric, biochemical, and imaging measures were obtained by standard methods, following appropriate protocols. SNPs were genotyped by TaqMan allelic discrimination assay (Applied Biosystems). The statistical analysis included the direct counting of genotypes, allele frequency calculation, comparison of means (parameters with parametric distribution were compared by t test, while data with non-parametric distribution were compared by Mann Whitney test), multiple regression analysis and Spearman correlation. All investigated SNPs were associated with isolates MetS components. The biochemical parameters: LDL-C and TC were associated with the ADIPOQ 276G>T polymorphism exclusively in men; while the PLIN4 rs8887 polymorphism was associated with the same parameters only in women, and in men this SNP was associated with TG levels. Blood glucose was associated with the HSD11B1 rs12086634 polymorphism and the ADRB2 Arg16Arg polymorphism, only among women who composed the study. Among men this biochemical parameter was associated with ADRB2 Gln27Glu polymorphism. HDL-C levels were associated with HSD11B1 rs846910 polymorphism among women, while the same parameter was associated with ADRB3 Trp64Trp polymorphism in men. Between anthropometric and image factors analyzed, the lean mass and BMI were influenced by ADRB2 Arg16Arg polymorphism only in women, while the Gln27Glu variation of the same gene was associated with carotid artery intima-media thickness in both sexes. The ADRB3 Trp64Trp polymorphism was associated with carotid artery intima-media thickness in men only. The GHRL L72M polymorphism showed no gender dependent association, being associated with HDL-C levels in the general sample. The associations between the MetS risk parameters and the investigated SNPs were markedly gender dependent. Future studies are needed to evaluate the possible sex hormone influence on the modulation of the observed relationships. Key words: Metabolic syndrome, anthropometric, biochemical, imaging parameters, genetic polymorphisms, association, gender.pt_BR
dc.format.extent212f. : il., algumas color., tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectGenéticapt_BR
dc.titleSíndrome metabólica : investigação da associação entre seus fatores de risco isolados e polimorfismos genéticospt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record