Show simple item record

dc.contributor.advisorVilla, Rafael Antonio Duarte, 1961-pt_BR
dc.contributor.authorLacerda, Gustavo Biscaia de, 1977-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologiapt_BR
dc.date.accessioned2019-12-12T16:21:37Z
dc.date.available2019-12-12T16:21:37Z
dc.date.issued2004pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/3721
dc.descriptionOrientador: Rafael A. Duarte Villapt_BR
dc.descriptionDissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Humanas, Letras e Artes, Programa de Pós-Graduaçao em Sociologia. Defesa: Curitiba, 2004pt_BR
dc.descriptionInclui bibliografiapt_BR
dc.description.abstractResumo: A presente dissertação visa a comparar duas iniciativas diplomáticas lançadas pelo Brasil e pelos Estados Unidos entre 1958 e 1963, respectivamente, conforme o país que lançou, a Operação Panamericana (OPA) e a Aliança para o Progresso (AP). A comparação realiza-se no quadro das relações hemisféricas americanas, em que o conceito de panamericanismo torna-se fundamental. Assim, o texto inicia-se com a apresentação dos conceitos teóricos fundamentais e prossegue com um histórico das relações interamericanas, desde o início do século XIX até meados do século XX. Em seguida, apresentam-se as características elementares da política externa do Brasil e a Operação Panamericana, lançada pelo Presidente Juscelino Kubitschek em 1958; na seqüência, apresentam-se as características fundamentais da política externa dos Estados Unidos e a Aliança para o Progresso, lançada pelo Presidente John Kennedy em 1961. A última etapa da dissertação corresponde à comparação entre as duas iniciativas, recuperando-se os diversos elementos apresentados ao longo do texto. O mote da comparação está nas diferentes transações entre combate ao comunismo e auxílio ao desenvolvimento nacional de cada uma das iniciativas. Palavras-chave: Brasil; Estados Unidos; regionalismo; panamericanismo; combate ao comunismo; desenvolvimento nacional.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present text compares two diplomatic initiatives, launched by Brazil and the United States between 1958 and 1963; respectively: Operation Pan-America (OPA) and Alliance for Progress (AP). The comparison bases itself on the American hemispheric relations and on the concept of "Pan-Americanism". The text presents at the beginning the basic theoretical concepts and follows with a brief historical recapitulation of the inter-American relations, from the beginning of the XIX Century until the middle of the XX Century. In the sequence, the elementary characteristics of Brazilian foreign policy and the Operation Pan-America are presented; then, the elementary characteristics of North-American foreign policy and Alliance for Progress are presented. The last moment of the text consists in the very comparison between the two initiatives, based on the elements previously presented and considering two basic and central elements of the initiatives: the fight against Communism and the help to the national development. Keywords: Brazil; United States; regionalism; Pan-Americanism; fight against Communism; national development.pt_BR
dc.format.extentix, 170f. : il.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectMovimentos anticomunistaspt_BR
dc.subjectComunismopt_BR
dc.subjectPan-americanismopt_BR
dc.subjectBrasil - Relações internacionaispt_BR
dc.subjectDesenvolvimento econômicopt_BR
dc.subjectAliança para o progressopt_BR
dc.subjectDissertações - Sociologiapt_BR
dc.titlePanamericanismos entre a segurança e o desenvolvimento : a operaçao panamericana e a aliança para o progressopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record