Show simple item record

dc.contributor.authorBetti, Patríciapt_BR
dc.contributor.otherDenardin, Valdir Frigopt_BR
dc.contributor.otherRodrigues, Camila Gonçalves de Oliveirapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimentopt_BR
dc.date.accessioned2015-02-09T16:25:01Z
dc.date.available2015-02-09T16:25:01Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/37153
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Valdir Frigo Denardinpt_BR
dc.descriptionCo-orientadora: Profª Drª Camila Gonçalves de Oliveira Rodriguespt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento. Defesa: Curitiba, 30/05/2014pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O modelo hegemônico de desenvolvimento tem provocado desequilíbrio ambiental e grandes desigualdades sociais, inclusive no acesso e partilha dos recursos naturais, privando-se as maiorias dos benefícios de um autêntico desenvolvimento. Em seu formato de conservação da natureza, os serviços ambientais gerados por Unidades de Conservação (UCs) estendem-se globalmente, mas são as populações locais as impactadas diretamente por restrições decorrentes de sua criação. Na medida em que o uso turístico de UCs públicas favorece grupos externos e minoritários, como nos casos das grandes concessões, em detrimento de incentivo à organização do turismo de base endógena, a injustiça ambiental se acentua, distribuindo-se ônus e bônus de maneira desigual entre grupos sociais. Nesse contexto, utilizando-se o estudo de caso como método, o objetivo geral da pesquisa é investigar formas de organização denominadas Turismo de Base Comunitária (TBC) enquanto modelo alternativo de turismo em UCs para o desenvolvimento local em duas unidades federais: no Parque Nacional do Superagüi (proteção integral) e na Área de Proteção Ambiental de Guaraqueçaba (uso sustentável), localizadas no município de Guaraqueçaba, litoral norte do estado do Paraná. Como objetivos específicos delimitaram-se inicialmente analisar o contexto atual do TBC em ambas as UCs, a partir da compreensão de como diferentes atores do território entendem essa modalidade de turismo e da identificação de iniciativas comunitárias a ela relacionadas. Posteriormente, dentre duas das experiências identificadas, analisar quais pressupostos do TBC são atendidos e se estas contribuem para o desenvolvimento local. Por fim, visou-se indicar perspectivas para o planejamento e a gestão do TBC nas unidades de conservação estudadas. Foram identificadas oito iniciativas solidárias, destas, selecionadas a Cooperativa de Artesãos Arte Nossa e o Restaurante Ilha das Peças. Por meio de entrevistas, atividades em Círculos de Cultura e observação direta analisou-se o atendimento aos seguintes pressupostos: a) base endógena da iniciativa; b) participação e protagonismo social no planejamento, implementação e avaliação de projetos; c) escala limitada e impactos sociais e ambientais controlados; d) geração de benefícios diretos à população local; e) afirmação cultural e interculturalidade a partir do encontro. Os resultados demonstraram que para haver desenvolvimento é fundamental a promoção de justiça ambiental, integrando-se questões sociais às ambientais também na atividade turística, ao contemplar as diferentes formas de acesso aos serviços e benefícios provenientes dos recursos naturais. Desse modo, o TBC configura-se como alternativa na medida em que privilegia a organização das populações e gera outros benefícios localmente. Nas UCs estudadas o TBC ainda é incipiente, no entanto, as iniciativas analisadas têm contribuído para a consolidação de múltiplas dimensões: social, cultural, econômica, ambiental e humana e da própria expressão da dimensão simbólica da vida em sociedade, favorecendo o desenvolvimento local. Quanto às perspectivas para o TBC, a gestão do Parque Nacional do Superagüi o está inserindo na elaboração de seu plano de manejo, e a gestão da Área de Proteção Ambiental de Guaraqueçaba lhe é favorável, todavia não há ações ou planejamento nesse sentido. Há diferentes interpretações sobre o TBC entre os agentes que atuam na região, indicando a importância de aproximá-los para que sejam discutidos e acordados conceitos e metodologias a serem utilizados no desenvolvimento dessa modalidade de turismo em ambas UCs. PALAVRAS-CHAVE: turismo de base comunitária, unidades de conservação, desenvolvimento local, justiça ambiental, Guaraqueçaba - PR.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The dominant model of development has caused environmental imbalance and great social inequalities related to access to and use of natural resources, depriving the majority of the benefits of an authentic development. In this model, environmental services generated by protected areas (PAs) are extended globally, but local populations are impacted directly by restrictions on use. To the extent that the tourist use of public PAs favors outside groups, as occurs in large concessions at the expense of encouraging the organization of community-based tourism, environmental injustice increases, distributing burdens and benefits unevenly between social groups. In this sense, using the case study method, the objective of the research is to analyze ways of organization called community-based tourism (CBT) as an alternative model of tourism in protected areas for local development in two federal areas of Guaraqueçaba, located on the north coast of Paraná: Superagui National Park (full protection) and Guaraqueçaba Environmental Protection Area (sustainable use). Specific objectives delimited are: analyze the current context of CBT in both PAs from the understanding of how different actors in the territory understand this type of tourism and the identification of community initiatives related to it; in two initiatives analyze which presuppositions of CBT are followed and if they are contributing to local development; and indicate prospects for the planning and management of CBT in the studied protected areas. Eight initiatives were identified, of these, Arte Nossa Artisans Cooperative and Ilha das Peças Restaurant were selected. Interviews, group activities and direct observation were used to analyze compliance with the following presuppositions: a) endogenous basis of the initiative; b) participation and social involvement in the planning, implementation and evaluation of projects; c) protection of local people and natural environment; d) generating direct benefits to the local population and e) cultural affirmation and interculturalism from the encounter between visitors and visited. Results showed there is no development without promoting environmental justice, integrating social and environmental issues in tourism, contemplating the different forms of access to services and benefits from natural resources. Therefore, CBT is configured as an alternative that favors the organization of populations and generates other benefits locally. In the studied PAs, CBT is still incipient. However, the analyzed initiatives have contributed to the consolidation of multiple social, cultural, economic, environmental, human and symbolic dimension of life in a society that favors local development. The management of the Superagüi National Park is including the CBT in the development of its management plan. The management of Guaraqueçaba Environmental Protection Area is favorable to CBT; however there are no actions or planning. There are different interpretations of CBT between agents operating in the region, indicating the importance of approaching to discus and agree upon concepts and methodologies to be used in the development of this type of tourism in both PAs. KEYWORDS: community-based tourism, protected areas, local development, environmental justice, Guaraqueçaba - PR.pt_BR
dc.format.extent199p. : il. algumas color.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectMeio Ambiente e Desenvolvimentopt_BR
dc.titleTurismo de base comunitária e desenvolvimento local em unidades de conservação : estudo de caso na área de proteção ambiental de Guaraqueçaba e no Parque Nacional do Superagüi, Guaraqueçaba - Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record