Show simple item record

dc.contributor.authorAlvarenga, Rodrigo dept_BR
dc.contributor.otherVieira, Jose Guilherme Silvapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Econômicopt_BR
dc.date.accessioned2015-01-29T16:40:08Z
dc.date.available2015-01-29T16:40:08Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/37139
dc.descriptionOrientador : Prof. Dr. José Guilherme Silva Vieirapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Ecônomico. Defesa : 28/11/2014pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Esse estudo se propõe a analisar a dinâmica do setor bancário brasileiro, buscando em suas origens e na forma do seu desenvolvimento os incentivos e circunstâncias que o levaram a ser o que vemos atualmente, um setor de atividade concentrado e com a maior parte de seus ativos em poder dos grandes bancos nacionais de varejo. Essa perspectiva histórica demonstra como, e em razão de que fatores, algumas instituições do sistema bancário brasileiro desenvolveram capacidades dinâmicas ao longo do tempo que as ajudaram a se tornar os principais atores do segmento no Brasil, tendo sobrepujado vários concorrentes nacionais e em alguns casos multinacionais, sobrevivendo a inúmeras dificuldades relacionadas ao desenvolvimento econômico do Brasil, suas várias moedas, seu processo inflacionário crônico e excesso de legislação. Por fim, avaliaremos as mudanças provocadas no sistema bancário nacional decorrentes da implantação do Plano Real em 1994, seguida pela implantação sequencial dos Acordos de Basileia (I, II e III), ocorrida ao longo desse período e até o presente, acordos esses que promoveram (e ainda promoverão) mudanças importantes na forma com que o sistema financeiro e seus participantes se organizam para fazer a identificação, acompanhamento e gestão dos riscos de crédito, de mercado, operacionais, sua fiscalização, alocação de capital e alavancagem. Tais mudanças exigiram uma capacidade de adaptação muito expressiva e desenvolvida dos bancos atuantes no mercado nacional, sendo que os principais bancos nacionais não só sobreviveram a esse desafio como se tornaram ainda mais robustos. PALAVRAS-CHAVE: Setor bancário, capacidades dinâmicas, história do setor bancário, bancarização, acordos de Basileia, Basileia I, Basileia II, Basileia III, alocação de capital.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This study aims to analyse the dynamics of the Brazilian banking sector looking at its origins and form of development to identify the incentives and circumstances that led to what we see today, a sector heavily concentrated in which most of its assets are held by large national retail banks. This historical perspective shows what factors, how and why some banks in the Brazilian banking system developed dynamics capabilities over time, which helped them to become major players in the segment in Brazil, having had to overcome several national competitors and, in some cases, multinational ones, as well as survived numerous difficulties related to the economic development of Brazil, its various coins, their chronic inflationary process and excessive legislation. Finally, we evaluate the changes caused in the national banking system arising from the implementation of the Real Plan in 1994, followed by the sequential implementation of the Basel Agreements (I, II and III), which took place during this period and until the present, promoting major changes in the way the financial system and their participants are organized to make the identification, monitoring and risk management of credit, market and operational risks, their supervision, capital allocation and leverage. These changes have required from banks in the Brazilian market a huge and well developed capability to adapt themselves and as a result major national banks not only survived that challenge but have become even more robust. KEYWORDS: Banking sector, dynamics capabilities, history of banking sector, banking, Basel agreements, Basel I, Basel II, Basel III, capital alocation.pt_BR
dc.format.extent70f. : il., tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectCrescimento e desenvolvimento economicopt_BR
dc.titleUma análise da dinâmica do setor bancário brasileiro, suas capacidades dinâmicas e os acordos de Basileiapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record