Show simple item record

dc.contributor.authorKussen, Gislene Maria Botãopt_BR
dc.contributor.otherRaboni, Sonia Marapt_BR
dc.contributor.otherDalla Costa, Libera Mariapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Medicina Internapt_BR
dc.date.accessioned2015-04-16T13:04:46Z
dc.date.available2015-04-16T13:04:46Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/36972
dc.descriptionOrientadora: Profª. Drª. Sonia Mara Rabonipt_BR
dc.descriptionCo-orientadora: Profª. Drª. Libera Maria Dalla Costapt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna. Defesa : Curitiba, 31/10/2014pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Indivíduos infectados com M. tuberculosis (MTB) sem doença ativa têm infecção latente por tuberculose (ILTB). Pacientes portadores de HIV, por serem imunodeprimidos, são mais propensos a desenvolver TB ativa. A identificação da ILTB permite a intervenção precoce com o uso de quimioprofilaxia e, consequentemente, contribui para uma menor morbidade e mortalidade neste grupo de pacientes. A prova tuberculínica (PT) mantém-se como o método padrão-ouro para diagnóstico de ILTB, apesar de apresentar limitações técnicas. O objetivo deste estudo foi avaliar o desempenho do teste imunológico QuantiFERON TB Gold In Tube®, que se baseia na avaliação da resposta do gama interferon para antígenos específicos de MTB, para diagnóstico de ILTB em pacientes com HIV residentes em um país com alta incidência de tuberculose, comparando estes achados com os resultados da PT. Realizou-se um estudo de Coorte, que incluiu 140 pacientes, que foram acompanhados por um período médio de 12 meses (6 a 21 meses). Um total de 115 (82%) e nove (6,4%) pacientes apresentou ambos os testes negativos e positivos, respectivamente. Entre os resultados discordantes observou-se em 12 (8,6%) pacientes IGRA positivo com PT negativa e em quatro (3%) pacientes resultados de IGRA negativo com PT positiva. O coeficiente de Cohen Kappa foi de 0,214, mostrando uma concordância pobre entre as duas técnicas. Comparando os resultados obtidos em ambos os testes, pode-se verificar que não houve evidência estatística de que um ou outro método seja superior (p = 0,08). Não foi observada nenhuma correlação entre os resultados de IGRA e PT e os valores de LT CD4+, embora em pacientes com maior imunossupressão (LT CD4+ <300 células/mm3) observamos testes IGRA positivos e PT não reatoras. No período de acompanhamento, um paciente que apresentava PT e IGRA negativos evoluiu para morte por septicemia, e outro com resultados discordantes (IGRA+/PT-) apresentou conversão da PT. Avaliando as características de desempenho do IGRA, considerando PT como o teste padrão-ouro, a sensibilidade observada foi em torno de 70%, com especificidade de 90%. Considerando os resultados de ambos os testes como verdadeiro positivo, um aumento de 8% na positividade pode ser observado. O tratamento da ILTB neste grupo de pacientes poderá ter impacto sobre a taxa de tuberculose ativa e sobrevivência de portadores do HIV, porém isso ainda precisa ser avaliado ao longo dos anos. Palavras-chave: HIV, Mycobacterium tuberculosis, teste tuberculínicopt_BR
dc.description.abstractAbstract: Individual infected with M. tuberculosis (MTB) without active disease can present latent tuberculosis infection (LTBI). These patients in the context of impaired immune systems, such as HIV+, are more likely to progress to active TB. Identification of LTBI allows early intervention with the use of chemoprophylaxis, consequently contributing to a lower morbidity and mortality in this group of patients. Tuberculin skin test (TST) has remained as gold standard method to diagnosis LTBI, despite it presents technical limitations. The aim of this study was to assess the performance of the new immunological test Quantiferon TB Gold in tube, which is based on evaluating the IFN-gamma response to specific MTB antigens, to LTBI diagnosis on HIV patients from a country with high-tuberculosis burden, comparing the findings with TST results. It was a cohort study that included 140 patients, who are followed up for 21 months. A total of 115 (82%) and 9 (6.4%) patients had both tests negative and positive, respectively. Disagreement results occurred in 12 (8.6%) patients, whom had IGRA positive with negative TST and 4 (3%) patients that showed positive TST with negative IGRA. The Cohen Kappa coefficient found was 0.214, showing a poor concordance between both techniques. Comparing the results obtained by both tests, there was no statistical evidence that either method is different, because of the discrepancies occurred in a statistically identical manner (p = 0,08). None correlation between the results and CD4+ LT values was observed, though in patients with lowers CD4+ LT values (<300 cell/mm3) only IGRA tests were positive. In the period of follow up one patient, that presented both negative tests, evolved to death from sepsis, and another with discordant results (IGRA+/TST-) presented TST conversion. Evaluating the operational characteristics of IGRA, considering TST as the gold standard test, the sensitivity observed was around 70% and the specificity 90%. Considering the results of both tests as true positive an incremental of 8% in the positivity could be observed. If the LTBI treatment in this group of patients will have some impact on the rate of active tuberculosis and survival of HIV carriers still need to be evaluated over the years. Keywords: HIV, Mycobacterium tuberculosis, tuberculin skin test.pt_BR
dc.format.extent85f. : il. algumas color., tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectHIVpt_BR
dc.subjectMycobacterium tuberculosispt_BR
dc.subjectTeste tuberculinicopt_BR
dc.subjectClínica médicapt_BR
dc.titleAnálise do ensaio imunológico igra versus prova tuberculínica para detecção de infecçção latente por Mycobacterium tuberculosis em pacientes HIV positivospt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record