Show simple item record

dc.contributor.authorMachado, Claudia Cristina Lopespt_BR
dc.contributor.otherLima, Myrian Regina del Vecchio dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento - MADEpt_BR
dc.date.accessioned2014-12-11T14:13:09Z
dc.date.available2014-12-11T14:13:09Z
dc.date.issued2014-12-11T12:13:55Zpt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/36877
dc.descriptionOrientadora : Profa. Dra. Myrian Regina Del Vecchio de Limapt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento - MADE. Defesa: Curitiba, 26/05/2014pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: A trajetória global das crises urbanas vem deflagrando riscos e vulnerabilidades socioambientais que se manifestam por meio de características específicas, na localidade e no cotidiano das pessoas. Uma das questões que fazem sobressair a crise socioambiental urbana, na interface entre os sistemas sociedade e natureza, é a que envolve a gestão e o descarte dos Resíduos Sólidos Urbanos (RSU). Essa tese trata dessa temática e investiga quais são os conflitos socioambientais sobre os RSU, evidenciados na localidade do município de Fazenda Rio Grande (FRG), na Região Metropolitana de Curitiba-PR. O município apresenta uma série de problemas típicos do processo de periferização, em decorrência do processo de urbanização desordenado, com acelerado crescimento demográfico, sem a respectiva sustentação econômica, baixo nível de desenvolvimento social, falta de aplicação de políticas públicas e de responsabilidade ambiental. Todos esses fatores intensificam riscos e vulnerabilidades de se viver e de se trabalhar com os RSU, no município citado, em especial para os atores sociais aqui selecionados: catadores de lixo reciclável (organizados em associação) e carrinheiros (marginalizados nas ruas). Escolheu-se revelar tais conflitos socioambientais por meio da linguagem, mais especificamente dos discursos e das práticas, aqui considerados como atos de comunicação, dos grupos de atores sociais citados. Também são levados em consideração, para dar conta dos acontecimentos empíricos, as relações e mutações que formam o coletivo dos atores sociais humanos e não humanos em FRG, com relação à gestão do lixo, acrescentando-se ainda o entendimento de que a problemática global dos resíduos sólidos repercute no âmbito dos atores locais de FRG envolvidos com as práticas de apropriação do lixo reciclável. Seguir os atores, deixá-los falar e observar suas práticas passou a ser, então, a principal condução metodológica. A leitura e o entendimento das associações desse coletivo de atores sociais foram possíveis graças aos pressupostos da Fenomenologia, que assegura que toda a experiência subjetiva, na perspectiva do indivíduo, diz muito sobre sua motivação e ação. Assim, enxergar o contexto pelas lentes dos atores sociais, vislumbrando os nós existentes, foi o exercício metodológico necessário para se revelar os conflitos existentes sobre o lixo que ganham intensidade, em Fazenda Rio Grande, pelos arranjos políticos e de mercado que marcam a área. A condução interdisciplinar desta pesquisa permitiu, ao final, revelar grande parte da problemática socioambiental sobre os RSU, do município, em especial aquelas associadas aos riscos e vulnerabilidades dos atores envolvidos. Dentre as conclusões destaca-se o fato de que tanto os carrinheiros quanto os catadores associados têm seus direitos cerceados, oportunidades de trabalho negadas, circulação urbana restrita, entre muitos outros elementos, o que lhes infere o título de cidadãos fragilizados. Palavras-chave: Riscos e Vulnerabilidades Socioambientais, Resíduos Sólidos Urbanos, Urbanização, Comunicação e Linguagem, Catadores e carrinheiros.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The global trajectory of urban crises comes triggering socioenvironmental risks and vulnerabilities that manifest through specific features in the locality and in daily life. One of the issues that highlight the urban socioenvironmental crisis at the interface between society and nature systems is the one that involves the management and disposal of Urban Solid Waste (USW). This thesis addresses this issue and investigates what are the socioenvironmental conflicts related to USW, evidenced in the locality of the city of Fazenda Rio Grande (FRG) in the Metropolitan Region of Curitiba-PR. The city has a number of problems typical of the peripherization process, due to process of unplanned urbanization, with rapid population growth without economic support, low level of social development, lack of implementation of public policies and environmental responsibility. All these factors intensify risks and vulnerabilities of living and working with MSW in the city, especially detached social actors: recyclable waste collectors (organized in association) and carrinheiros (marginalized in the streets). The language of the two groups of social actors, specifically the discourses and practices (considered here as acts of communication) were chosen to uncover the conflicts. The relations and mutations that form the collective of the social actors in FRG are also considered to account to explain the empirical events concerning to waste management. In complement, the global problem of solid waste reflects on the local actors that are involved with the practices of appropriation of recyclables in FRG. Follow the actors, let them talk and watch their practices became then the main methodological conduction. Reading and understanding the associations of the collective were possible thanks to the assumptions of the Phenomenology, that ensures that all subjective experience, from the perspective of the individual, says a lot about his or her motivation and action. Thus, the methodological exercise of seeing the context through the lens of the social actors, glimpsing existing nodes, was necessary to uncover the conflicts about garbage that became more intensive in Fazenda Rio Grande according to the political and market arrangements. The Interdisciplinary conduction of this research allowed, at the end, uncover much of the socioenvironmental problems (related to USW), especially those related to the risks and vulnerabilities of the actors involved. Among the findings highlight the fact that both, carrinheiros as scavengers associates, have their rights curtailed, work opportunities denied, restricted urban movement, among many other elements, which infers them the title of fragile citizenship. Keywords: Risks and Vulnerabilities Socioenvironmental, Urban Solid Waste, Urbanization, Language and Communication, Collectors and carrinheiros.pt_BR
dc.format.extent382f. : il. algumas color., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleDiscursos e práticas dos atores sociais envolvidos na problemática dos materiais recicláveis em Fazenda Rio Grande /PR : uma via para revelar os conflitos socioambientais relacionados com os resíduos sólidos urbanos do municípiopt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record