Show simple item record

dc.contributor.authorBessa, Cesarpt_BR
dc.contributor.otherCoutinho, Aldacy Rachid, 1960-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2014-11-10T11:10:00Z
dc.date.available2014-11-10T11:10:00Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/36596
dc.descriptionOrientadora : Profa. Dra. Adalcy Rachid Coutinhopt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Jurídicas, Programa de Pós-Graduação em Direito. Defesa: Curitiba, 2014pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O tabu é forma de manipulação da ansiedade por intermédio de regras do totemismo, respectivamente, instituto e instituição social, das quais se abstrai o controle pela submissão na crença do desconhecido, como no caso da morte e da exogamia na horda primitiva. Por outro lado, a infância é, em si, servidão e a tentativa de fuga desta condição à maturidade que nunca chega a ser completa. Enquanto no sistema capitalista, o trabalho humano é servidão modelada por um contrato de trabalho, é uma nova fase em que o ser humano se submete. O contrato de trabalho, para o trabalhador, é um retrato da impossibilidade de escolha ou limitado no campo das exigências da vida que, simbolicamente, se apresenta como reconhecimento da necessidade, a ananke, nossa educadora que se instala, para, em troca, dispor da liberdade de forma silente e sem reação. Palavras-Chave: Tabu. Totemismo. Instituição. Submissão. Trabalhadorpt_BR
dc.description.abstractAbstract: The taboo is so manipulation of anxiety through rules of totemism, respectively, institute and social institution of which abstracts control by submission in the belief of the unknown, as in the case of death and outbreeding in the primal horde. On the other side, childhood is, in itself, servitude and attempt to escape of this condition to maturity that it is never complete. While, in the capitalist system human labor servitude modeled by an employment contract, is a new phase in which the human submit. The employment contract for the employee, is a picture of impossibility of choice and limited the field of life demands that symbolically presented as recognition of the necessity to ananke, our educator that installs, in turn, be at liberty so silent, unable to react. Keywords: Taboo. Totemism. Institution. Submission. Worker.pt_BR
dc.format.extent218 p.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectDireitopt_BR
dc.titleAlém da subordinação jurídica no direito do trabalhopt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record