Show simple item record

dc.contributor.authorRibeiro, André de Sápt_BR
dc.contributor.otherTakiuchi, Elisabetept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Artes, Comunicação e Design. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animalpt_BR
dc.date.accessioned2014-11-05T10:52:09Z
dc.date.available2014-11-05T10:52:09Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/36557
dc.descriptionOrientadora: Profª Elisabete Takiuchipt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Palotina, Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal. Defesa: Palottina, 15/08/2014pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.descriptionÁrea de concentração : Saúde animalpt_BR
dc.description.abstractResumo: A diarreia neonatal é considerada o principal problema sanitário na criação de bezerros de rebanhos de corte e de leite em todo o mundo e é responsável por grandes prejuízos econômicos. Sua etiologia é bastante complexa e envolve múltiplos fatores predisponentes e determinantes. O Rotavirus A é a principal etiologia viral de focos de diarreia em bezerros em todo o mundo, com maior frequência de diagnóstico em animais com até 60 dias de idade. Dada a efetiva representação das propriedades familiares na produção de leite no estado do Paraná, torna-se imprescindível estudos epidemiológicos que investiguem a participação deletéria do RVA para a condução e avaliação de medidas profiláticas. O presente trabalho realizou o diagnóstico e avaliação epidemiológica da rotavirose bovina, antes e após a introdução da vacinação materna em uma propriedade leiteira de base familiar localizada no município de Mariluz, Paraná. Os resultados obtidos pela técnica de eletroforese em gel de poliacrilamida (EGPA) foram também comparados a outros fatores, como idade dos animais, paridade das vacas, parâmetros meteorológicos e caracterização molecular das amostras positivas. A morbidade de RVA apresentou um aumento entre os grupos antes da vacinação (39%) e o com vacinação completa (48%). As taxas de mortalidade específica e letalidade diminuíram 8% e 22% respectivamente, porém não foram significativos. A frequência de detecção do RVA foi significativamente maior nos animais com 7 dias de idade (P<0,05). A paridade (primíparas e multíparas) das fêmeas não constitui fator determinante para a ocorrência do RV-A. Ao longo das estações do ano o RVA apresentou uma maior prevalência durante a primavera e a menor prevalência no inverno. A genotipagem identificou a circulação de RVA genotipos G6, G10, P[5] e P[11] e as combinações G10P[11] e G6P[5]. Os resultados preliminares sugeriram que a vacinação materna não protegeu os bezerros da infecção por RVA homólogo (G10). Palavras-Chave: bezerros, diarreia, rotavírus, vacinaçãopt_BR
dc.description.abstractAbstract: Neonatal diarrhea is considered a major health problem in raising beef cattle herds and dairy herds worldwide and is responsible for major economic losses. Its etiology is complex and involves multiple predisposing and determinant factors. Rotavirus A is the main viral etiology of outbreaks of diarrhea in calves in the world, diagnostic most frequently in animals until 60 days old. Given the effective representation of family properties in milk production in Paraná state, epidemiological studies investigating the deleterious participation of the RVA for the conduct and evaluation of prophylactic measures are essential. This paper constitutes the diagnosis and epidemiological evaluation of the bovine rotaviruses before and after the maternal vaccination introduction in a family based dairy property in the city of Mariluz, Paraná. The results obtained by the technique of polyacrylamide gel electrophoresis (PAGE) were also compared to other factors such as age of the animals, parity cows, meteorological parameters and molecular characterization of positive samples. The morbidity of RVA showed an increase between groups before vaccination (39%) and fully vaccinated (48%). The rates of specific mortality and lethality decreased by 8% and 22% respectively, but were not significant. The frequency of detection of the RVA was significantly higher in animals with 7 days old (P <0.05). The parity (primiparous and multiparous) of the females is not a determining factor for the occurrence of RV-A. Throughout the seasons, RVA showed a higher prevalence during the spring and lowest prevalence in winter. Genotyping identified the circulation RVA genotypes G6, G10, P [5] and P [11] and G10P [11] and G6P [5] combinations. Preliminary results suggested that maternal vaccination does not protect calves from infection with homologous RVA (G10). Keywords: calves, diarrhea, rotavirus, vaccination.pt_BR
dc.format.extent81f. : il. algumas color., tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectCiência Animalpt_BR
dc.titleDiagnóstico e avaliação epidemiológica da rotavirose bovina antes e após a introdução da vacina em uma propriedade leiteira de base familiar no noroeste do Estado do Paranápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record