Show simple item record

dc.contributor.authorNascimento, Luciano Cavalcanti dopt_BR
dc.contributor.otherSoares, Maria Tereza Carneiro, 1955-pt_BR
dc.contributor.otherSantos, Marcelo Câmara dospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduaçao em Educaçaopt_BR
dc.date.accessioned2014-11-03T14:21:11Z
dc.date.available2014-11-03T14:21:11Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/36524
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Maria Tereza Carneiro Soarespt_BR
dc.descriptionCo-orientador: Prof. Dr. Marcelo Câmara dos Santospt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 27/03/2014pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: Esta tese, situada no campo das Políticas Educacionais, assenta-se nas Políticas de Avaliação da Escola Básica, sob a responsabilidade do INEP. Toma como objeto de estudo os dizeres dos professores que têm participado da equipe de Matemática com a função de produzirem documentos norteadores, em particular, a matriz de referência que orienta a formulação de itens que comporão a prova dessa disciplina. Tendo como hipótese a filiação desses professores a uma das duas principais sociedades científicas brasileiras (Sociedade Brasileira de Matemática – SBM – e a Sociedade Brasileira de Educação Matemática – SBEM) foram também entrevistados presidentes dessas sociedades. Buscou-se identificar essa filiação e o que dizem presidentes dessas sociedades sobre sua influência nos programas de ações públicas de avaliação da escola básica, no período 1990-2010, quando tais avaliações ganham força no cenário educacional brasileiro. As informações coletadas em documentos e por meio de entrevistas foram analisadas à luz da noção de "campo" e nela a de "sub-campos"e de "agentes" (BOURDIEU, 2004). O delineamento de um esboço da constituição do campo da educação matemática como área de conhecimento, aponta para o fato de ter sido firmada pelo reconhecimento da pesquisa, em especial sobre a aprendizagem e o ensino, especialmente quando vinculada à Psicologia da Educação Matemática e à Didática da Matemática. A análise dos documentos aponta para a crescente importância que o campo das Políticas Educacionais de Avaliação vem assumindo no cenário brasileiro. Da análise das entrevistas, depreende-se que a elevação da Educação Matemática a área de conhecimento, com certeza ampliou, o reconhecimento da SBM e de seus agentes, o que sempre foi característica desses agentes. Conclui-se que, devido a terem sido abordadas prioritariamente as avaliações desenvolvidas para o Ensino Fundamental, Prova Brasil/SAEB, filiados da SBM não foram localizados nas equipes e os dirigentes dessa entidade entrevistados afirmaram que a sociedade tem participação indireta em programas de avaliação educacional de larga escala como o ENEM e o ENADE, uma vez que aqueles que têm participado têm sido por convite individual e de forma independente e não como representante formal da sociedade. O mesmo foi dito pelos entrevistados filiados à SBEM. Assim, as especificidades das respectivas filiações desses "agentes" (BOURDIEU, 2004) foram encontradas nos discursos dos que efetivamente compuseram as equipes de Matemática, o que permitiu concluir que essas duas sociedades científicas, embora vinculadas a um mesmo campo científico, a Matemática, formam sub-campos bastante diferenciados, uma vez que seus objetos de estudo e principalmente suas concepções da Matemática, e do que seja ensinar e aprender Matemática, não se assemelham. O que gera conflitos característicos de um campo, e se reflete na participação, ainda que indireta, de seus agentes na política educacional de avaliação de larga escala, em especial quando convidados para compor a mesma equipe, como ocorre no ENEM e no ENADE.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: This thesis, in the field of Educational Policies, is based on the Policies of Evaluation of Basic School, under the responsibility of INEP. The object of study is formed by the statements made by the teachers who participate in the Mathematics team, which produces guidance documents, particularly the reference matrix that orientates the formulation of items which will be used in the exam of that discipline. Based on the hypothesis that these teachers are associated to one of the two main Brazilian mathematics scientific societies (Brazilian Society of Mathematics — SBM — and the Brazilian Society of Mathematics Education — SBEM) presidents of these societies were also interviewed. We tried to identify this affiliation as well as identifying what the presidents of these societies say about their influence on basic school evaluation programmes, from 1990 to 2010, while those programmes increased their power in the Brazilian educational scenario. Information collected from documents and interviews were analysed adopting the concepts of "field", "sub-fields" and "agents" (BOURDIEU, 2004). The sketch of the constitution of the field of mathematics education as an area of knowledge is based upon the acknowledgement of the research, especially on learning and teaching, and in special when connected to Psychology of Mathematics Education and to Didactics of Mathematics. The analysis of documents indicates a growing importance that the Educational Policies of Evaluation field is assuming in the Brazilian scenario. Based on the analysis of the interviews, it is possible to conclude that the elevation of Mathematics Education to an area of knowledge, certainly increased the acknowledgement of SBM and their agents, which has always been characteristic to these agents. It is concluded that, due to the focus on the evaluations developed for Fundamental Teaching, Prova Brasil/SAEB, no SBM affiliated teachers were found in the teams and this institution’s directors who were interviewed stated that the society has an indirect participation in large scale programmes of educational evaluation, such as ENEM and ENADE, once that those who have participated on it, did it by personal invitation, in an independent way, and not as a formal representative of the society. The same was said in interviews by those affiliated to SBEM. Thus, the specificities of the respective affiliations of these "agents" (BOURDIEU, 2004) were found in the speeches of those who effectively constituted the Mathematics teams, which allowed us to conclude that these two scientific societies, although related to the same scientific field, Mathematics, form very different subfields, since their objects of study, and especially their conceptions of Mathematics, and of what teaching and learning Mathematics would be, are very different. It generates conflicts which are characteristic of one field, and reflects on the participation, even in an indirect one, of their agents in the educational policies of large scale evaluation, in special when they were invited to form the same team, as it happened in ENEM and in ENADE.pt_BR
dc.format.extent162f. : il. algumas color., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titlePolíticas educacionais de avaliação dos conhecimentos escolares de matemática : campos, agentes e suas filiaçõespt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record