Show simple item record

dc.contributor.authorHass, Fernandapt_BR
dc.contributor.otherPonte, Haroldo de Araujopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência dos Materiais - PIPEpt_BR
dc.date.accessioned2014-10-16T16:06:55Z
dc.date.available2014-10-16T16:06:55Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/36371
dc.descriptionOrientador: Prof. Dr. Haroldo de Araújo Pontept_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Tecnologia, Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência dos Materiais - PIPE. Defesa: Curitiba, 16/10/2013pt_BR
dc.descriptionInclui referênciaspt_BR
dc.description.abstractResumo: O controle da corrosão naftênica é um dos maiores desafios das refinarias que processam petróleos pesados. Seu monitoramento visa à avaliação da efetividade do programa de controle da corrosão e o estabelecimento de limites operacionais, além de fornecer alarmes de mudança do comportamento corrosivo, proporcionando informações para ajuste do programa. Muitos trabalhos têm sido desenvolvidos em busca de informações sobre os parâmetros operacionais críticos e de metodologias de monitoramento, porém poucos propiciam um controle "online" preditivo e pró-ativo do processo corrosivo. Frente à necessidade de tornar os métodos de controle "online" mais adequados a realidade industrial, este trabalho propõe a consolidação do uso do Ruído Eletroquímico (RE) como ferramenta de reavaliação de parâmetros de controle e de monitoramento da corrosão por ácidos naftênicos. Em laboratório, avaliou-se o comportamento do aço AISI 316 em solução de óleo mineral e ácidos naftênicos. As variáveis estudadas foram o número de acidez total (0,5 mg KOH/g, 1,5 mg KOH/g e 2,5 mg KOH/g) e a temperatura da solução (ambiente, 65 oC, 120 ºC e 200 ºC). Nestas condições, a técnica de RE demonstrou ser eficiente para o monitoramento da corrosão naftênica. Palavras-chave: Corrosão Naftênica, Ruído Eletroquímicopt_BR
dc.description.abstractAbstract: The naphthenic corrosion control is a challenge in refineries that process heavy oils. Its monitoring aims the evaluation of the corrosion control program effectiveness and the establishment of operational limits. Moreover, it must provide the corrosion rate of process comportments in order to allow a corrosion mitigation planning. Many researches have been developed in search of both information about the critic operational parameters and methodologies of corrosion monitoring, but few works propitiate a predictive and proactive online control of the corrosive process. With the necessity to improve the online control methodologies to the industrial conditions, this research proposes to consolidate the Electrochemical Noise (EN) as a tool to evaluate the control parameters and naphthenic corrosion monitoring. In laboratory, AISI steel 316 comportment was evaluated in a mineral oil solution with naphthenic. It was studied the influence of total acid number (0,5 mg KOH/g, 1,5 mg KOH/g e 2,5 mg KOH/g) and the solution temperature (room, 65 oC, 120 ºC and 200 ºC) at the corrosion rate. For these conditions, the EN technique seems to be an efficient monitoring technique for naphthenic corrosion rate detection. Keywords: Naphthenic Corrosion, Electrochemical Noise.pt_BR
dc.format.extent96f. : il. algumas color., tabs., grafs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectCorrosão eletroliticapt_BR
dc.subjectAço - Corrosãopt_BR
dc.subjectRuido - Mediçãopt_BR
dc.subjectEngenhariaspt_BR
dc.titleAvaliação da influência do número da acidez naftênica e da temperatura no comportamento corrosivo em aço aisi 316 utilizando técnica de ruído eletroquímicopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record