Show simple item record

dc.contributor.authorSouza, Luciana Carolina Cleto dept_BR
dc.contributor.otherMachado, Evelcy Monteiropt_BR
dc.contributor.otherTrojan, Rose Meri, 1951-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduaçao em Educaçaopt_BR
dc.date.accessioned2014-09-18T14:00:28Z
dc.date.available2014-09-18T14:00:28Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/36192
dc.description.abstractResumo: A carreira do educador social vem se destacando nos últimos anos para atender as demandas sociais e humanísticas da sociedade atual. Apesar da relevância de suas contribuições, ela encontra-se em processo de regulamentação e não há uma normatização que oriente sobre suas atribuições e formação mínima. Diante disso, a presente dissertação trata de um estudo sobre o educador social, nos aspectos de sua formação e condições de trabalho. Para o levantamento de dados, utilizaram-se as informações disponibilizadas em editais de concursos públicos municipais, realizados na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), entre os anos de 2007 e 2013. Propõe-se uma discussão a respeito do contexto em que se insere o educador social, conforme as exigências dos editais, relacionando-os aos fundamentos teóricos da Pedagogia Social e estabelecendo uma relação dialética com o contexto da atuação do educador social no estado do Paraná. A pesquisa apoia-se em Machado (2011a, 2011b, 2002, 2012), Silva et al (org.) (2011a, 2011b, 2011c), Caride (2004), Gohn (1999, 2000, 2010), Caliman (2010), Souza Neto(2011), Quintana (1997), dentre outros. Considera-se emergente a discussão e a análise sobre a formação e o trabalho do educador social. A presente pesquisa parte da questão norteadora sobre que educador social é solicitado para atuar no serviço público municipal, conforme editais de concursos. Ela possui como objetivo geral analisar a formação e o trabalho do educador social, tendo como referência teórica a Pedagogia Social. Os objetivos específicos são: analisar o espaço do educador social nas políticas socioeducativas do Brasil após a promulgação da Constituição de 1988; examinar as bases teóricas que fundamentam a formação e o trabalho do educador social; analisar a formação e o trabalho do educador social solicitados nos editais de concurso municipais da Região Metropolitana de Curitiba, no período 2007 a 2013. O trabalho metodológico orienta-se pelo enfoque qualitativo-descritivo e interpretativo, o qual descreve as características do objeto de pesquisa, utilizando-se de análise documental e de estudo bibliográfico para fundamentação da análise dos dados. A apresentação dos dados foi dividida em duas categorias: formação, que compreende a formação inicial exigida pelos editais, os conhecimentos gerais e específicos exigidos para a realização da prova objetiva e algumas habilidades específicas que se encontram descritas nos editais enquanto pré-requisitos; trabalho, que abrange salário inicial, vínculo empregatício, carga horária de trabalho e atribuições do cargo. Apontam-se fragilidades, como a falta de diretrizes nacionais, repercutindo nos municípios que, enquanto gestores de políticas sociais, realizam a seleção de educadores sociais. A presente dissertação pretende contribuir na discussão sobre a regulamentação da profissão de educador social no Brasil.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectEducadores - Formaçãopt_BR
dc.subjectSociologia educacionalpt_BR
dc.subjectEducação - Politicas publicaspt_BR
dc.titleFormação e trabalho do educador socialpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record