Show simple item record

dc.contributor.authorStein, Eduardo Andreus Meglinpt_BR
dc.contributor.otherNoernberg, Mauricio Almeidapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Terra. Centro de Estudos do Mar. Programa de Pós-Graduação em Sistemas Costeiros e Oceânicospt_BR
dc.date.accessioned2014-08-29T16:50:32Z
dc.date.available2014-08-29T16:50:32Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35949
dc.description.abstractResumo: Nesse estudo foi verificada uma série de dados de correntes costeiras obtidos na plataforma continental interna do Paraná, entre fevereiro de 2009 e janeiro de 2010. Os objetivos principais foram analisar as variações da estrutura vertical das correntes, ainda pouco estudados nessa parte da costa, e obter conhecimento sobre os mecanismos controladores das correntes. No verão, ventos do quadrante Sul resultam no aumento de temperatura nas camadas mais profundas da costa, e a ação de ventos de Norte favorece a penetração de águas frias nas camadas mais profundas. Ventos do quadrante sul geram correntes mais estáveis e uniformes, com a corrente fluindo na mesma direção em todas as profundidades. Os ventos do quadrante norte resultam em padrões mais heterogêneos do movimento das correntes na coluna de água. A variação nos fluxos longitudinal e transversal foi maior na camada central da coluna de água durante todas as estações do ano. A defasagem entre a ação do vento e a resposta das correntes longitudinais a costa foi superior a 15 horas durante o verão, enquanto que no inverno as maiores correlações foram com a componente transversal da corrente.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectBiiologia Marinha - Antártidapt_BR
dc.titleEstrutura vertical da plataforma continental interna do embaiamento sul brasileiro, 25,5ºSpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record