Show simple item record

dc.contributor.authorKowalski, Luciana Helenapt_BR
dc.contributor.otherFreitas, José Antônio dept_BR
dc.contributor.otherRossi Junior, Paulo, 1969-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Palotina. Programa de Pós-Graduação em Ciencia Animalpt_BR
dc.date.accessioned2014-08-20T15:35:57Z
dc.date.available2014-08-20T15:35:57Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35815
dc.description.abstractResumo: Objetivou-se avaliar técnicas de mensuração da idade à puberdade, a eficiência alimentar com base no consumo alimentar residual (CAR) e a relação entre as características reprodutivas e de eficiência alimentar em bovinos de corte. Foram utilizados tourinhos da raça Purunã com idade entre 10 e 16 meses, alimentados em confinamento. As características reprodutivas avaliadas foram: medidas biométricas testiculares, intensidade de pixels do parênquima testicular (IPT) e concentração sérica de testosterona. A IPT apresentou aumento até a puberdade e a concentração de testosterona sérica apresentou pico aos 14 meses de idade. O perímetro escrotal e o volume testicular continuaram a se desenvolver após a puberdade. A forma testicular variou de acordo com o desenvolvimento corporal e sexual dos animais, predominando a forma longo-moderada. Não foi possível estabelecer uma equação de regressão confiável para estimar valores de testosterona e IPT com base na idade e nas outras características reprodutivas avaliadas. Foram observados valores médios de -0,38; -0,02 e 0,51 kg de MS/dia para CAR nas classes eficiente, intermediária e ineficiente. Não houve diferença significativa no consumo de proteína (PB) e energia (NDT e EM) entre as classes de eficiência, porém foi observada diferença numérica devido ao maior consumo de alimento pelas classes intermediária e ineficiente. As medidas de biometria testicular, IPT e concentração sérica de testosterona não diferiram entre as classes de eficiência e não apresentaram correlação com o CAR. As medidas mais indicadas para avaliação da puberdade foram a dosagem de testosterona sérica e a IPT. A avaliação da eficiência alimentar baseada no CAR permite identificar animais que consomem menos alimento sem alterar as características de desempenho, mas não permite identificar animais com características reprodutivas superiores. Palavras-chave: consumo alimentar residual, precocidade sexual, ultrassonografia testicularpt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.titleConsumo alimentar residual e suas relações com características reprodutivas de bovinos purunã em crescimentopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record