Show simple item record

dc.contributor.authorGabardo, Betina Mendez Alcântarapt_BR
dc.contributor.otherMaluf, Eliane Mara Cesário Pereira, 1955-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Medicina Internapt_BR
dc.date.accessioned2014-09-16T12:20:27Z
dc.date.available2014-09-16T12:20:27Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35770
dc.description.abstractResumo: A detecção precoce dos casos de tuberculose por meio da investigação dos sintomáticos respiratórios (SR), cuja definição se refere à pessoa com tosse há três ou mais semanas, é fundamental para a interrupção da transmissão da doença e, portanto, uma das ações mais importantes no controle da tuberculose. A taxa de SR estimada pelo MS é de 1% da população e dentre essa é esperada uma taxa de 4% de casos de tuberculose pulmonar bacilífera. O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de sintomáticos respiratórios e tuberculose pulmonar em Paranaguá, município da região portuária do Paraná. Por priorizar a detecção e o tratamento dos casos de tuberculose, destacava-se como único município no estado que identificava o total de casos estimados de TB. Tratou-se de estudo transversal, descritivo, tipo inquérito, com coleta de dados prospectiva, realizado no período de setembro a novembro/2010, tendo por método a amostragem por conglomerados. Realizou-se o estudo em duas populações: na comunidade e na que buscou atendimento nas Unidades de Atenção Primária à Saúde (APS). Os inquéritos populacional e nas Unidades de Saúde (US) foram efetuados com 1.020 e 757 pessoas, respectivamente. Na comunidade, 94 pessoas apresentaram tosse produtiva e 28 há três ou mais semanas (SR) e nas US, entre 67 tossidores, 10 relataram tosse desta duração. Os SR identificados distribuíram-se de forma semelhante nas diferentes faixas etárias, com predomínio da etnia branca, escolaridade com ensino fundamental incompleto, casados/união estável e empregados, semelhante à distribuição populacional do Censo IBGE 2012. Quanto ao sexo, predominou o masculino no inquérito populacional, enquanto nas US, a maior parte era feminino. A renda salarial variou de sem rendimentos a cinco salários mínimos e de sem rendimentos a dois salários mínimos, respectivamente, na comunidade e nas US. A prevalência de tossidores de qualquer tempo na comunidade foi de 9,2% e a de SR foi de 2,8% (IC 95%= 1,8% - 3,9%). A prevalência de tossidores de qualquer tempo nas US foi de 8,5%, e a de SR foi de 1,3% (IC 95%= 0,6% - 2,4%). A prevalência de TB pulmonar entre os SR na comunidade foi inconclusiva e nas US foi de 10%. Palavras-chave: Sintomáticos respiratórios. Tuberculose pulmonar. Prevalência.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectSinais e Sintomas Respiratóriospt_BR
dc.subjectTuberculose pulmonarpt_BR
dc.subjectTuberculose - Epidemiologiapt_BR
dc.titleSintomáticos respiratórios em município de elevada incidência de tuberculosept_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record