Show simple item record

dc.contributor.authorStraube, Ariellipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Botânicapt_BR
dc.contributor.otherLudwig, Thelma Alvim Veiga, 1957-pt_BR
dc.contributor.otherBigunas, Priscila Izabel Tremarinpt_BR
dc.date.accessioned2014-08-07T15:59:48Z
dc.date.available2014-08-07T15:59:48Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35750
dc.description.abstractResumo: Diatomáceas são microalgas silíceas com representativa riqueza e abundância de espécies na maioria dos diversos ecossistemas aquáticos. A bacia litorânea paranaense é constituída por rios localizados na Serra do Mar, os quais são encachoeirados e com águas límpidas, na região de planície, com velocidade de correnteza reduzida e águas escuras, em consequência da presença de matéria orgânica. O objetivo deste estudo foi ampliar o conhecimento sobre a flórula de diatomáceas paranaenses, realizando um estudo taxonômico com enfoque especial nos gêneros Luticola Mann e Nupela Vyverman & Compére e nas espécies nanométricas, com elevada representatividade nas amostras da bacia Litorânea. Amostras de fitoplâncton e perifíton foram coletadas em quatorze rios, localizados na região serrana e na planície litorânea, em 2011 e no rio Guaraguaçu, em 2003. Análise detalhada das valvas foi realizada, providenciando-se ilustrações, medidas e descrições baseadas em microscopia de luz e eletrônica de varredura e transmissão. A microcopia eletrônica foi ferramenta essencial para evidenciar a ultraestrutura das ornamentações delicadas da frústula e complementar Cada táxon identificado foi descrito em todos seus pormenores diacríticos, métricos e merísticos, adicionando-se comentários taxonômicos pertinentes. Foram determinadas 54 espécies de diatomáceas, cujo tratamento taxonômico foi apresentado na forma de três capítulos deste documento. O primeiro capítulo, referente ao gênero Luticola, abrange 18 espécies, sendo duas citações pioneiras para o Brasil (L. beyensii e L. grupcei) e nove táxons com identidade desconhecida. No segundo capítulo registram-se 12 espécies do gênero Nupela, dentre as quais N. decipiens foi registrada de forma pioneira para a América do Sul e cinco foram táxons não determinados em nível espécie. Por fim, o terceiro capítulo aborda 24 espécies com pequenas dimensões, contemplando 10 gêneros: Achnanthidium, Adlafia, Cocconeis, Diadesmis, Eolimna, Karayevia, Navicula, Naviculadicta, Platessa e Psamothidium. Diadesmis paracontenta constiuiu um novo registro para o Brasil. Realizou-se também, a documentação inédita da ultraestrutura de Naviculadicta sassiana. Considerando-se os estudos florísticos relacionados aos grupos aqui estudados, encontrou-se uma ampla riqueza de espécies para região. As possíveis espécies novas serão formalmente propostas em veículos de divulgação apropriados. Palavras-chave: taxonomia, ambiente lótico, diatomáceas dulcícolas, sul do Brasil.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectMicroalga - Paranápt_BR
dc.titleDiatomáceas (Diatomeae) de rios da região litorânea do Paraná, Brasilpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record