Show simple item record

dc.contributor.authorNunes, Wellingtonpt_BR
dc.contributor.otherCosta, Paulo Roberto Neves, 1960-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Ciência Políticapt_BR
dc.date.accessioned2014-07-01T15:57:58Z
dc.date.available2014-07-01T15:57:58Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35334
dc.description.abstractResumo: Este trabalho trata do predomínio de uma estratégia de desenvolvimento de cunho neoliberal no Brasil dos anos noventa com duplo objetivo. De um lado, procuramos demonstrar que a relação dos grupos empresariais organizados com implementação daquela estratégia pode ter sido menos consensual do que sugere uma parte da literatura pertinente e, de outro, sugerimos que para entender como e por que a mesma foi adotada, tardiamente, no Brasil seja preciso olhar também para o Estado. Para cumprir o primeiro objetivo, com base em um estudo de caso e em uma análise histórica, procuramos confirmar a hipótese segundo a qual havia, já no limiar dos anos noventa, ao menos por parte de um seguimento importante do empresariado, uma estratégia nacional de desenvolvimento, coadunando com uma consciência, em parte do meio acadêmico, sobre os limites daquela alternativa neoliberal, no que se refere à estabilidade e ao crescimento econômico sustentados. Quanto ao segundo, com base em um levantamento empírico e em uma análise bibliográfica, a hipótese a ser confirmada foi de que a presença de uma elite estatal subjetivamente orientada, e com ampla margem de manobra, pode ajudar a explicar o predomínio de uma estratégia de desenvolvimento amplamente amparada no "Consenso de Washington". Nossos resultados demonstram a existência, desde os primeiros anos da década de 1990, de um modelo de estratégia de desenvolvimento que ultrapassava os limites daquele prescrito pelo "Consenso de Washington" e sugerem que, para entender como e por que este último embasou a estratégia que predominou no Brasil dos anos noventa, seja necessário considerar a presença de uma elite estatal comprometida com os princípios norteadores daquele tipo de estratégia, bem como a ampla margem de manobra de que dispunham.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.titleUma estratégia nacional de desenvolvimento no Brasil do anos noventapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record