Show simple item record

dc.contributor.authorAlbini, Leomarpt_BR
dc.contributor.otherLabronici, Liliana Maria, 1957-pt_BR
dc.contributor.otherMantovani, Maria de Fátima, 1956-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2014-04-30T14:08:56Z
dc.date.available2014-04-30T14:08:56Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/35019
dc.description.abstractResumo: O empoderamento é um processo construído socialmente, por meio das inter-relações que o indivíduo estabelece com o meio e pessoas com as quais se relaciona. Resulta em fortalecimento pessoal e profissional, na forma de autonomia, conquistas, motivação, ampliação de atuação e visibilidade. Assumiu-se como opção metodológica a pesquisa qualitativa com base de referência a Teoria Fundamentada em Dados. Foi realizada em hospital público de ensino de grande porte do município de Curitiba. O objetivo foi interpretar a vivência do processo de empoderamento pelos enfermeiros de um hospital de ensino na implementação de um modelo gerencial e desenvolver um modelo teórico desta vivência. Elegeu-se uma Unidade Gerencial (UG) com enfermeiro em todos os níveis hierárquicos: gerência, supervisão de enfermagem, chefia de unidade e assistência. Foram entrevistados 16 Enfermeiros em 3 grupos amostrais. O primeiro foi composto por 4 enfermeiros em cargo de gerente de UG, o segundo por 2 supervisores e 3 chefes de serviço de UG e o terceiro envolveu 7 enfermeiros assistenciais de UG. Da análise comparativa dos dados emergiram três categorias. (1) "Assumindo novos papéis". A expansão de atividades refletiu em oportunidades de empoderamento para os enfermeiros, de acordo com o cargo ocupado na nova estrutura institucional. (2) "Tornando as ações do enfermeiro visíveis para a instituição". Os enfermeiros demonstraram preocupação em se fortalecer e serem valorizados no contexto em que atuam, bem como no cenário institucional. (3) "Utilizando o cuidado como instrumento para o empoderamento". O cuidado foi evidenciado como um diferencial na vivência do enfermeiro no ambiente hospitalar. A análise comparativa e constante entre os dados possibilitou a construção do fenômeno central "Vivenciando o empoderamento do enfermeiro em um hospital de ensino na implementação de modelo gerencial". O modelo teórico proposto demonstra que o empoderamento do enfermeiro decorre da interrelação e interdependência entre enfermeiro e instituição. Envolve conhecimento específico, oportunidades de acesso ao poder, experiência profissional refletida em maturidade para a percepção e interação nas estruturas sociais em que está inserido.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectEnfermagempt_BR
dc.subjectCuidados de enfermagempt_BR
dc.subjectEnfermagem como profissaopt_BR
dc.subjectEnfermagem - Prática profissionalpt_BR
dc.titleVivenciando o empoderamento do enfermeiro em um hospital de ensino na implementação de modelo gerencialpt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record