Show simple item record

dc.contributor.authorCoelho, Taiane Rittapt_BR
dc.contributor.otherFrega, José Robertopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduação em Administraçãopt_BR
dc.date.accessioned2014-04-22T13:57:40Z
dc.date.available2014-04-22T13:57:40Z
dc.date.issued2014pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/34944
dc.description.abstractResumo: Este estudo se situa no campo de ICT4D (Information and Communication Technologies for Development), termo internacionalmente conhecido para discutir o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) para o desenvolvimento. O que motivou o pesquisador a estudar este tema foi a existência de um paradoxo: TIC são amplamente consideradas, por uns, como invenções que mudam a maneira como milhões de pessoas conduzem suas vidas e, por outros, como alargamento das relações de poder. E também, a carência de modelos para mensuração e avaliação das iniciativas de TIC. Tem-se que muito é investido em infraestrutura de TIC sem saber ao certo o impacto destes investimentos no desenvolvimento socioeconômico. Para melhor entender este assunto, esta dissertação apresenta o estudo das relações entre estrutura e agência, nos aspectos de TIC, e o desenvolvimento, utilizando como proxy o empoderamento. Para tanto, optou-se como lente teórica a Abordagem das Capacidades de Sen (Capabilities Approach - CA), operacionalizada pelo Choice Framework, que indicou as relações entre os construtos estudados. Sob a perspectiva da CA, a simples disponibilidade de um recurso não implica necessariamente o aumento do nível de bem-estar. O desenvolvimento é reflexo da liberdade das pessoas em conduzir suas vidas, sob aquilo que valorizam (Sen, 2000). Assim, as TIC podem ser tanto uma fonte de liberdade, quanto de privações, elas podem ser motores a favor ou contra esse desenvolvimento. Realizou-se uma survey com 456 estudantes de cinco instituições de ensino superior situadas em Curitiba. A avaliação das escalas de medição foi realizada por meio de Análise Fatorial Exploratória e confirmada pela Análise Fatorial Confirmatória. Para avaliar os processos causais entre as variáveis, foram utilizadas algumas técnicas de análise multivariada de dados, e ntre elas a modelagem de equações estruturais. Os resultados apresentaram indícios de que alguns elementos de agência influenciam o empoderamento, bem como associação entre alguns elementos de agência e estrutura. Porém não foi possível identificar relação significativa entre estrutura e empoderamento. A infraestrutura sozinha possui pouca influência sobre o empoderamento e quando submetida aos aspectos de agência esta influência desaparece. Ou seja, há outros elementos cujo efeito sobre o empoderamento é superior, entre eles a própria agência individual. O trabalho iniciado nesta pesquisa deu os primeiros passos para a elaboração de um modelo de avaliação das iniciativas de TIC, porém uma série de indagações levantadas pelos resultados desta pesquisa merece ser objeto de novos estudos de continuidade.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTecnologia da informaçãopt_BR
dc.titleICT4Dpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record