Show simple item record

dc.contributor.advisorPanizzi, Antonio Ricardopt_BR
dc.contributor.authorHirose, Edsonpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Entomologia).pt_BR
dc.date.accessioned2014-02-07T17:57:48Z
dc.date.available2014-02-07T17:57:48Z
dc.date.issued2005pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/34747
dc.description.abstractAs ninfas de 1º instar do Nezara viridula (L.) apresentam agregação marcante sobre as posturas, levando a possibilidade de aquisição de simbiontes depositados na superfície dos ovos por contaminação. Assim foram realizados estudos referentes à esterelização da superfície dos ovos e perturbação das ninfas agregadas sobre a postura, efeito de antibióticos no desenvolvimento ninfal, e detecção de bactérias presentes no trato digestório do inseto. A esterelização da superfície dos ovos, através de radiação ultravioleta (UV-C) não foi completa e a emergência de ninfas foi reduzida em 50% após 10 minutos de exposição à radiação UV-C. Hipoclorito de sódio (1 e 2,5%) impediu o desenvolvimento do embrião e a sobrevivência das ninfas de 1º instar. Formaldeído a 8% foi eficiente para eliminar as bactérias culturáveis da superfície dos ovos, e não houve diferenças siginificativas no tempo de desenvolvimento total das ninfas e peso no primeiro dia de vida adulta em comparação aos insetos testemunha. O efeito de grupo sobre a performance das ninfas de N. viridula no 1º ínstar indicou a mortalidade de 23,3% para ninfas mantidas individualizadas e 13,3% para ninfas mantidas em grupo. As ninfas que se desenvolveram de ovos isolados tiveram o tempo de desenvolvimento retardado em relação às ninfas mantidas em grupo ínstar. A mortalidade total das ninfas de N. viridula foi, respectivamente, 43,3% e 23,3% para as ninfas removidas do córion, e para as ninfas testemunha, mas não houve diferenças no tempo de desenvolvimento e no peso no 1º dia de vida adulta. Os antibióticos afetaram o desenvolvimento de ninfas N. viridula de forma positiva (estreptomicina), acelrando o desenvolvimento ninfal e originando adultos mais pesados; e de forma negativa (tetraciclina), atrasando o desenvolvimento ninfal e originando adultos de forma negativa, quando comparados à testemunha (sem antibióticos). A emergência das ninfas foi variável de acordo com a umidade relativa (UR), sendo de 83,9% (100% UR); 89,5% (84% UR); 76,0% (76%UR); 58,9% (55% UR); 38,5% (33% UR) e 19,1% (0% UR); apenas ninfas mantidas em 100% UR atingiram o 2º instar, enquanto a 0% UR, todas as ninfas morreram poucas horas após a emergência, sem permanecer sobre a postura. Ninfas expostas a gradientes de UR deslocaram-se da superfície dos ovos e buscaram as áreas com UR mais alta 30h após a eclosão, permanecendo na margem do papel saturado com água, mas evitando ficar diretamente em contato com a água, até a troca de ínstar. Verificou-se redução significativa no valor do pH da região do ventrículo I (VI) (6,6) e V2 (6,1), para o V3 (5,2). Foram identificadas três bactérias através do seqüenciamento de um segmento rDNA 16S: Klebsiella pneumoniae e Enterococcus faecalis em VI, V2 e V3, e uma bactéria culturável mais freqüentemente encontrada em adultos provenientes do campo. PALAVRAS CHAVES: Heteroptera, bactéria, trato digestório, comportamentopt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectEntomologiapt_BR
dc.subjectPercevejo (Inseto) - Comportamentopt_BR
dc.subjectSoja - Doenças e pragaspt_BR
dc.titleEstudo de simbiontes associados a Nezera viridula (L.) (Hemiptera: Pentatomidae)pt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record