Show simple item record

dc.contributor.authorCastro, Adriana Ribeiro Silva dept_BR
dc.contributor.otherMaftum, Mariluci Alvespt_BR
dc.contributor.otherNimtz, Miriam Aparecidapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Enfermagempt_BR
dc.date.accessioned2014-02-28T17:12:51Z
dc.date.available2014-02-28T17:12:51Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/34687
dc.description.abstractResumo: O cuidado de enfermagem a pacientes com agitação psicomotora e/ou comportamento agressivo deve ser permeado por abordagem segura e eficaz para evitar e/ou minimizar os agravos físicos e psíquicos para pacientes e para a equipe de saúde que o atende. Contudo, é preciso refletir como é desenvolvido o cuidado de enfermagem a esses pacientes no Pronto Atendimento. Trata-se de pesquisa qualitativa, exploratória com os seguintes objetivos: verificar a compreensão da equipe de enfermagem sobre comportamento agitado e/ ou agressivo manifestado pelo paciente e descrever o cuidado de enfermagem prestado ao paciente com comportamento agressivo e/ou agitado no Pronto Atendimento. Os participantes foram: seis enfermeiros, dois técnicos de enfermagem e nove auxiliares de enfermagem. Os dados foram coletados por meio de encontros coletivos gravados, com a técnica de discussão de grupo. Esses encontros foram mensais, três no turno da manhã e três no turno da tarde. Para discussão, foram lançadas as perguntas: 1. Como você define o comportamento agitado e/ou agressivo manifestado por um paciente?; 2. Como o cuidado de Enfermagem ao paciente com manifestação de comportamento agitado e/ou agressivo é desenvolvido no P.A.?; e 3. Como você considera que deve ser feita a abordagem pela equipe de enfermagem ao paciente com comportamento agitado e/ou agressivo? Para a análise das informações obtidas das transcrições dos encontros com os participantes, foi utilizada a Proposta Operativa de Análise Qualitativa. Emergiram as seguintes categorias: Comportamento agitado e agressivo manifestado pelo paciente; Cuidado de enfermagem ao paciente com comportamento agitado e agressivo; e Contenção física. Para os sujeitos, a agitação psicomotora ocorre quando o paciente agitado interfere no ambiente e no comportamento dos outros pacientes, contudo, não agride, apenas se movimenta, representando maior risco para a própria integridade física e saúde do que para a dos outros. No cuidado ao paciente com comportamento agitado e agressivo, a equipe de enfermagem deve dispor da observação, escuta e diálogo como ações primordiais em busca da construção do vínculo, sem os quais se tornam difíceis a eficácia das intervenções e a tentativa de mudança do comportamento do paciente. A contenção física é a última opção utilizada no cuidadodo ao paciente com manifestação de agitação e agressão, sendo somente realizada quando o paciente oferece risco para si ou para outros e que, também, traga benefício a ele. A partir dos encontros, surgiu a construção de uma Ficha de Acompanhamento de Contenção Física na Unidade de Pronto Atendimento, com o intuito da melhoria do cuidado de enfermagem ao paciente com comportamento agitado e/ou agressivo. A comunicação terapêutica permeou as discussões como um cuidado do antecipatório a todas as demais práticas. Concluiuse que o cuidado de enfermagem a pacientes com comportamento agitado e/ou agressivo pode ser melhorado na instituição apenas se houver a inserção de protocolos, educação continuada, discussões e construções coletivas.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.titleCuidado de enfermagem a pacientes com comportamento agitado e/ou agressivopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record