Show simple item record

dc.contributor.authorFighera, Tayane Munizpt_BR
dc.contributor.otherCarvalho, Gisah Amaral dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Medicina Internapt_BR
dc.date.accessioned2013-12-12T12:42:21Z
dc.date.available2013-12-12T12:42:21Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/33790
dc.description.abstractResumo: Muitos estudos avaliaram a relevância clínica dos níveis de TSH e o risco de desenvolver câncer de tireoide. Alguns autores reportaram aumento do risco de doenças malignas da tireoide com níveis elevados de TSH, mesmo quando ele se encontra dentro da faixa de normalidade. O objetivo deste estudo foi avaliar a relação entre os níveis de TSH e o risco de malignidade em pacientes com nódulos da tireoide. Este foi um estudo observacional, retrospectivo, que incluiu 622 pacientes com nódulos de tireoide avaliados através de punção aspirativa e\ou tireoidectomia em nossa instituição entre maio de 1998 e dezembro de 2009. Os dados clínicos e laboratoriais foram obtidos a partir de prontuários, e as informações utilizadas foram coletadas da primeira visita do paciente em nosso serviço, antes de qualquer intervenção. O diagnóstico final foi determinado por citologia ou histologia. Nódulos de tireoide foram mais frequentes no sexo feminino, porém o diagnóstico de malignidade foi mais prevalente no sexo masculino (p = 0.012). O risco de câncer de tireoide também foi maior em pacientes com nódulos solitários (p < 0.01).Tumores malignos foram predominantemente sólidos, enquanto os tumores benignos, sólidos ou mistos (p = 0.053).O risco de carcinoma em um paciente com nódulo de tireoide aumentou paralelamente às concentrações do TSH, com significativo aumento em pacientes com TSH acima de 1.64 mU/litro (p < 0.001). A relação entre níveis de TSH e malignidade também foi observada quando analisamos separadamente o subgrupo de pacientes submetidos a tireoidectomia. Mesmo após ajuste de potenciais fatores de confusão, como sexo, idade, peso e IMC, o risco de malignidade foi significativamente maior nos paciente com TSH elevado. Não houve associação do risco de câncer de tireoide com peso, IMC e tamanho dos nódulos. Nossos achados sugerem uma possível relação entre níveis de TSH e risco de carcinoma em pacientes com doença nodular de tireoide. Estudos prospectivos e randomizados ainda são necessários para comprovar esta associação.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.titleNíveis de TSH como preditor de malignidade na investigação de nódulos de tireoidept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record