Show simple item record

dc.contributor.advisorCampos, Antonio Carlos Ligockipt_BR
dc.contributor.authorTrubian, Paula Suzinpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias da Saúde. Programa de Pós-Graduaçao em Clínica Cirúrgicapt_BR
dc.date.accessioned2013-11-11T15:26:08Z
dc.date.available2013-11-11T15:26:08Z
dc.date.issued2013-11-11
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/33452
dc.description.abstractResumo: O octreotide, análogo sintético da somatostatina, é um potente inibidor da secreção gástrica, intestinal e pancreática, assim como de uma série de outros hormônios tróficos e anabólicos; ainda, reduz o fluxo sanguíneo esplâncnico, acelera o esvaziamento gástrico e prolonga o tempo de trânsito intestinal, estimulando a absorção de água e eletrólitos. O octreotide possui amplo uso na clínica médica, devido às suas múltiplas ações em diferentes órgãos. Vários são os estudos sobre a influência do octreotide e cicatrização de anastomoses e suturas, porém, não sabemos o seu efeito sobre a cicatrização de suturas gástricas. O objetivo do presente estudo foi avaliar a administração de octreotide, por via subcutânea, na cicatrização de sutura gástrica em ratos. Foram utilizados 39 ratos Wistar machos, adultos, divididos em grupo controle (GC) e grupo octreotide (GC) e subdivididos em 4 e 7 dias, de acordo com o dia da morte do animal. Todos os animais foram submetidos à incisão da grande curvatura do estômago e fechamento com pontos seromusculares simples interrompidos, com prolene 5-0. Todos os animais tiveram medição do pH intraluminal gástrico (antrum e rumen) com potensiômetro digital, no dia do procedimento (pH inicial) e morte (pH final). Os animais do grupo octreotide receberam dose única diária de 20 g/kg/dia de octreotide por via subcutânea, sendo a dose inicial administrada 12 horas antes do procedimento cirúrgico. Os animais do grupo controle receberam dose única diária de 1 ml de solução salina a 0,9% por via subcutânea. No dia da morte foi obtido segmento do estômago para determinação do percentual de colágeno maduro (tipo I) e imaturo (tipo III), pela técnica de picrosirius-red F3BA e para determinação da força de ruptura (FRT), expressa em Kgf e força máxima de tração (FMT),expressa por Kgf/cm2, testada em tensiômetro computadorizado (Emic , Brasil). Os resultados da determinação do percentual de colágeno foram expressos mediante o IMaC (índice de maturação do colágeno), que corresponde à razão entre as porcentagens de colágeno maduro e imaturo. I. Para análise estatística foram utilizados os testes t de Student, Kruskal-Wallis e Probabilidade Exata de Fisher com nível de significância adotado de p<0,05 em todos os testes. O pH final do grupo octreotide, aferido em antrum e rumen, foi maior em relação ao grupo controle, no 4 dia de pós-operatório (antrum: 3,43 0,23 vs 1,38 0,12, p=0,0002; rumen: 3,52 0,39 vs 1,03 0,16, p=0,0002) e no 7 dia (antrum: 4,04 0,34 vs 1,50 0,10, p= 0,0004; rumen: 4,11 0,47 vs 1,32 0,22, p=0,0003). A FMT e a FRT não apresentou diferença entre os grupos controle e octreotide. O IMaC foi maior para o grupo octreotide em comparação com o grupo controle no 4 dia de pós-operatório (1,07 0,07 vs 0,65 0,05, p =0,0001). Concluiu-se que a administração de octreotide por via subcutânea relacionou-se à maior proporção de colágeno tipo I em relação ao tipo III, no 4 dia de pós-operatório, em ratos submetidos à sutura gástrica.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectCirurgia experimentalpt_BR
dc.subjectSuturas - Estudos experimentaispt_BR
dc.subjectColágenopt_BR
dc.subjectOctreotidept_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleInfluencia do octreotide na cicatrizaçao de sutura gástrica em ratospt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record