Show simple item record

dc.contributor.authorArtigas, Nádiapt_BR
dc.contributor.otherSoares, Maria Tereza Carneiro, 1955-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-10-01T16:45:43Z
dc.date.available2020-10-01T16:45:43Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/33339
dc.descriptionOrientadora: Profª Drª Maria Tereza Carneiro Soarespt_BR
dc.descriptionDissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 2013pt_BR
dc.descriptionBibliografia: f. 144-150pt_BR
dc.description.abstractResumo: Analisar a hora-atividade como uma política educacional, portanto, pública, exige um certo esforço no sentido de compreender os determinantes e as condições nas quais este espaço/tempo do professor e da escola vem sendo implementado, tendo em vista um movimento político muito mais amplo, relativo ao sistema educacional no Brasil. Portanto, tomando como ponto de partida os dados obtidos, entre informações coletadas junto às escolas públicas estaduais, documentos e legislação referente à hora-atividade, bem como os fundamentos teóricos produzidos sobre o tema analisou-se, a partir do referencial teórico do ciclo de políticas, como ocorreu o processo de implantação da política para a hora-atividade no Estado do Paraná, até os dias atuais, no sentido de investigar e compreender como esta política foi e ainda está sendo conduzida pelo Estado, diante das suas relações com a sociedade. Nesse sentido para o processo de análise da hora-atividade como política pública estabelecemos os seguintes objetivos: destacar, no processo de efetivação da hora-atividade aspectos conceituais que tomam este período de tempo da escola como um espaço que deve permitir aos professores articular teoria e prática no planejamento e desenvolvimento das ações pedagógicas em sala de aula; esclarecer, na perspectiva histórica, o papel do Estado e as suas relações com a Sociedade, na formulação das políticas educacionais entre as quais a que estabelece a hora-atividade; compreender, a partir da produção científica sobre o tema e dos documentos consultados, a forma como a hora-atividade vem sendo definida e os limites à sua efetivação, tendo em vista o trabalho docente. Neste processo investigativo, além de analisar aspectos conceituais, históricos, políticos e legais, buscou-se fundamentar a elaboração de subsídios que contribuam para analisar a implantação da hora-atividade como espaço destinado ao trabalho pedagógico e formativo para além da sala de aula.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: Analyze the time-activity as a public, educational policy, requires a certain effort to understand the determinants and the conditions under which this space/time of the teacher and the school has been implemented, with a view to a much broader political movement on the educational system in Brazil. Therefore, taking as a starting point the data obtained from information collected by the State public schools, documents and legislation relating to the time-activity, as well as the theoretical foundations produced on the theme analyzed, from the policy cycle approach, as the policy deployment process for time-activity in the State of Paraná, to the present day, in order to investigate and understand how this policy was and is still being conducted by the State, on their relations with the society. In this sense to the process of analysis of time-activity as public policy we have established the following goals: highlight, in the process of execution of time-activity conceptual aspects that take this period of time the school as a place that should allow teachers articulate theory and practice in planning and development of pedagogical actions in the classroom; to clarify, in historical perspective, the role of the State and its relations with society, in the formulation of educational policies including the one that establishes the time-activity; understand, from the scientific literature on the subject and documents consulted, how the time-activity has been set and the limits to its implementation, with a view to teaching work. In this investigative process, as well as analyze conceptual aspects, legal, historical, political and sought to justify the development of subsidies that contribute to analyze the implementation of time-activity as a space for the pedagogical work and training beyond the classroom.pt_BR
dc.format.extent145 f. : il., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectDissertações - Educaçãopt_BR
dc.subjectPratica de ensinopt_BR
dc.subjectEscolas publicas - Paranápt_BR
dc.subjectEducação - Aspectos políticospt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleA política da hora-atividade na Rede Estadual de Educação do Estado do Paraná : diferentes ângulos de uma mesma fotopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record