Show simple item record

dc.contributor.advisorFernandes, Luiz Cláudio, 1960-pt_BR
dc.contributor.authorMund, Rogéria Campospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecularpt_BR
dc.date.accessioned2018-04-20T19:15:23Z
dc.date.available2018-04-20T19:15:23Z
dc.date.issued2004pt_BR
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/33124
dc.descriptionOrientador : Luiz Claudio Fernandespt_BR
dc.descriptionDissertaçao (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciencias Biológicas, Programa de Pós-Graduaçao em Biologia Celular e Molecular. Defesa: Curitiba, 2004pt_BR
dc.descriptionInclui bibliografiapt_BR
dc.description.abstractDados da Organização Mundial da Saúde (2004), afirmam que a cada ano 10 milhões de pessoas tem diagnóstico positivo de câncer no mundo, equivalente a 12% das mortes. A estimativa é de que até o ano de 2020 serão 15 milhões de novos casos a cada ano. Diante disso, diversos estudos estão sendo realizados na tentativa de se identificar as possíveis causas desse aumento desordenado dessas muitas formas de câncer. Estudos epidemiológicos sugerem que 30% dos casos de câncer estão ligados à dieta, onde o consumo excessivo de gorduras em especial as saturadas e de ácidos graxos n-6 associado a baixa ingestão de ácidos graxos n-3 (AG n-3) facilitam o aparecimento de doenças cardiovasculares e câncer. Interessantemente, populações que consomem maior quantidade de acido graxo n-3 apresentam menores índices de câncer. O mecanismo pelo qual o ácido graxo polinsaturado n-3 promove essa redução do crescimento tumoral ainda não é conhecido. Neste trabalho foi proposto investigar alguns mecanismos propostos como inibidores do crescimento tumoral pelos AG n-3 em ratos suplementados cronicamente com óleo de peixe por uma geração. Para isso foi determinado o peso do tumor, taxa de proliferação tumoral, taxa de peroxidação lipídica e expressão da COX-2 na massa tumoral, mensuração da concentração de prostaglandinas E2 no plasma, bem como taxa de apoptose nas células do Tumor de Walker 256 (TW256). Ratos Wistar machos de 21 dias foram divididos em três grupos: ratos controle sem suplementação (W), ratos submetidos a suplementação crônica com gordura saturada (WS) ou óleo de peixe (WP) por 50 dias na dose de 1g/ Kg p.c. Após este período, foram inoculados suspensão de células de TW 256 contendo 2X10 to the power of 7 células/mL. 14 dias após a inoculação, os animais foram ortotanaziados e massa tumoral retirada e pesada. Durante todo esse período, a suplementação não foi interrompida. A suplementação crônica com óleo de peixe reduziu a taxa de crescimento tumoral nos animais. No cultivo das células tumorais dos três grupos encontramos menor taxa de proliferação no grupo WP. Associado a este achado, demonstramos que no grupo WP a taxa de apoptose, peroxidação lipidica estavam elevados (p<0,05) e a expressão da COX-2 e concentração de prostaglandinas E2 estavam significativamente reduzidos quando comparados a W e WS. Em resumo, esses achados mostram que os mecanismos envolvidos na redução do crescimento de tumores pelo óleo de peixe envolvem a redução da COX-2 e PGE2, envolvidas na carcinogênese, bem como aumento da taxa de peroxidação lipidica e apoptosept_BR
dc.description.abstractOMS reported (2004) that 10 million people are cancer positive worlwide. Over the last two centuries the incidence of chronic diseases such as cancer, diabetes among others increased substantially. The reason of this large increase is correlated to high fat acid consumption in particular that of saturated and n-6 fatty acids with reduction of n-3 fatty acids and anti-oxidants agents. Many studies have shown that fish oil supplementation is able to reduce tumor growth rate but the mechanism of action is still unknown. In this reduction in fish oil chronically supplemented tumor-bearing rats. To do so, we got male Wistar rats 21 days old and fed them with regular chow supplemented with coconut fat or fish oil ( 1g / Kg p.c.) until 70 days old. Then, we inoculated a suspension of Walker 256 ascitic tumor cell ( 2X10 to the power of 7 mL) and after 12 days the animals were killed. During whole time the supplementation did not stop. The tumor weight (g) in rats fed normal diet (W) was by 15,33 and in those supplemented with coconut fat (WS) or fish oil (WP) was by 21,46 and 7,82, respectively. These results corroborate our previous work. Tumor cell proliferation rate from WP group was lower as compared to W and WS groups as indicated by the incorporation of 14 C- thymidine in DNA. In addition, apoptosis and peroxidation rate in the tumor from WP group was significantly higher when compared to W and WS groups. Furthermore, the COX-2 expression and plasma concentration of PGE2 were lower in the WP group compared to W and WS groups. Our results confirm that fish oil is able to reduce tumor growth and the mechanisms involved are the increased of apoptosis and lipid peroxidation rate, reduction of COX-2, plasma PGE2 concentration and tumor cell proliferation, in culture.pt_BR
dc.format.extent52f. : il. algumas color.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectBiologia celularpt_BR
dc.subjectOleo de peixept_BR
dc.subjectÁcidos graxospt_BR
dc.subjectCitologia e biologia celularpt_BR
dc.subjectBiologia molecularpt_BR
dc.titleSuplementaçao crônica com óleo de peixe reduz a taxa de crescimento do tumor de Walker 256 : identificaçao dos mediadores participantes neste processopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record