Show simple item record

dc.contributor.advisorOliveira, Maurício Roque Serva dept_BR
dc.contributor.authorNewton, Silvana Soarespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Sociais Aplicadaspt_BR
dc.date.accessioned2013-10-09T17:54:46Z
dc.date.available2013-10-09T17:54:46Z
dc.date.issued2013-10-09
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/32350
dc.description.abstractResumo: O presente estudo buscou verificar até que ponto as relações de trabalho, especialmente entre gestor e subordinados, são suscetíveis à questão do gênero. Embora observável somente no interior das organizações, a análise desse fenômeno, contudo, não seria possível sem a incursão por outras searas, dada a interdisciplinaridade do tema. Elementos constitutivos de um macro contexto, capazes de elucidar o processo de inserção da mulher no mundo público, como sua historiografia, as correntes feministas, as transformações havidas no mundo do trabalho nas últimas décadas do século XX, bem como o aproveitamento do trabalho feminino nesse ambiente, foram de fundamental importância para a contextualização do assunto. Visando articular esses elementos com o contexto intraorganizacional, foram abordados temas que, não obstante oriundos do macro ambiente, permeiam e influenciam fortemente as relações de trabalho, como é o caso das representações sociais, a cultura dominante e o exercício do poder. Importou assinalar, ainda que de forma sucinta, a relevância dos grupos nas organizações, dada a sua interdependência com os demais tópicos aqui relatados. A partir daí, foram considerados cinco processos gerenciais, com o fito de embasar a análise das diferentes gestões, a saber: comunicação, tomada de decisão, controle, liderança e gestão de conflitos / negociação. A metodologia utilizada foi o estudo de caso simples, levado a efeito em uma instituição financeira, em Curitiba, com corte de análise transversal e tratamento de dados descritivo-qualitativo. As entrevistas semiestruturadas possibilitaram aferir os resultados da pesquisa empírica. Concluiu-se, por meio desses resultados, haver algumas peculiaridades nas gestões femininas, decorrentes de fatores de caráter organizacional e/ou de natureza sócio-cultural.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTrabalho femininopt_BR
dc.subjectAdministração de empresaspt_BR
dc.titleGênero e organizaçõespt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record