Show simple item record

dc.contributor.authorBarbosa, Viviane do Rociopt_BR
dc.contributor.otherGuimarães, Sandra Regina Kirchner, 1954-pt_BR
dc.contributor.otherRosa, João Manuel dos Santospt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educaçãopt_BR
dc.date.accessioned2020-02-21T17:50:46Z
dc.date.available2020-02-21T17:50:46Z
dc.date.issued2013pt_BR
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/1884/31889
dc.descriptionOrientadora: Profa. Dra. Sandra Regina Kirchner Guimarãespt_BR
dc.descriptionCoorientador: Prof. Dr. João Manuel dos Santos Rosapt_BR
dc.descriptionTese (doutorado) - Universidade Federal do Parana, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 14/03/2013pt_BR
dc.descriptionBibliografia: fls. 182-190pt_BR
dc.description.abstractResumo: O presente trabalho investiga questões referentes à consciência morfológica e tem como objetivo principal apresentar evidências empíricas que possam indicar o papel que as habilidades morfológicas desempenham sobre o aperfeiçoamento da linguagem escrita. Para cumprir este objetivo foi implementado um programa de intervenção baseado no ensino explícito de regras morfológicas em um grupo de alunos do 4º ano (faixa etária entre 9 e 10 anos) do Ensino Fundamental da Rede Pública de Ensino de Curitiba. Participaram da pesquisa 111 (cento e onze) alunos, separados em três grupos experimentais e um grupo de controle. Antes da intervenção os participantes foram submetidos a um pré-teste e após a intervenção a dois pós-testes (imediato e diferido). Nestes testes foram avaliadas quatro medidas de controle: Vocabulário (subteste do WISC III), Consciência Fonêmica (subtestes do CONFIAS), Consciência Morfológica (derivacional e flexional) e Prova aritmética, sendo avaliadas também quatro variáveis dependentes: três delas relativas ao desempenho na escrita de palavras e pseudopalavras (com diferentes elementos mórficos) e uma tarefa de compreensão leitora (cloze). A intervenção trabalhou com o ensino explícito de regras morfológicas abordando os seguintes elementos mórficos: "-esa" / "-eza" (morfologia derivacional), "-am" / "-ão" (morfologia flexional), "-iu" / "-il" (morfologia flexional e derivacional). Os resultados mostraram que a intervenção teve um efeito específico, ou seja, cada grupo experimental apresentou um aumento de desempenho estatisticamente significativo no que se refere a discriminação dos morfemas a respeito dos quais receberam instruções explícitas na intervenção. Entretanto, duas exceções foram verificadas: a primeira diz respeito ao desempenho do grupo 3 na escrita de palavras com os elementos -iu/-il, o qual não foi superior ao desempenho dos outros grupos; a segunda é relativa ao desempenho do grupo 2 na escrita de pseudopalavras com os elementos -am e -ão, pois os participantes deste grupo não mantiveram decorridos um mês da intervenção (pós-teste diferido) o aumento de desempenho apresentado no primeiro pós-teste (imediato), desta forma na última avaliação da pesquisa seu desempenho não se mostrou significativamente superior ao dos outros grupos. Em relação a compreensão leitora, não foi verificada qualquer diferença significativa de desempenho entre os participantes, após a intervenção. Os resultados desta pesquisa corroboram os de outros estudos, confirmando que o ensino explícito de regras morfológicas apresenta um efeito positivo no aperfeiçoamento da escrita, sugerindo que este efeito seja duradouro.pt_BR
dc.description.abstractAbstract: The present work examines questions related to the morphological awareness and has the main objective of presenting empirical evidences that might indicate the role of morphological awareness on improving written language. In order to fulfill this objective, an intervention program based on the explicit teaching of morphological rules was implemented in a group of 4th Year elementary school students (aged between 9 and 10 years) from the public school system of Curitiba, Paraná. Participants were 111 students, divided in three experimental groups and a control group. Participants were subjected to a pre-test before the intervention and two post-tests after the intervention (immediate and delayed). Four control measures were evaluated in these tests: Vocabulary (WISC-III subtest), Phonemic Awareness (CONFIAS subtests), Morphological Awareness (derivational and flectional) and Arithmetic Test, while four dependent variables were also evaluated: three of them related to the performance in writing words and pseudowords (with diverse morphic elements) and a task of reading comprehension (cloze). The intervention was focused on the explicit teaching of morphological rules, including the following morphic elements: "-esa" / "-eza" (derivational morphology), "-am" / "-ão" (flectional morphology), "-iu" / "-il" (derivational and flectional morphology). The results revealed that the intervention had a specific effect, and each experimental group showed a statistically significant increase in the performance on the discrimination of the morphemes to which specific instruction was given during the intervention. However, two exceptions were verified: the first relates to the performance of group 3 in the writing of words with the elements -iu/-il, which was not higher than the performance of the other groups; the second is related to the writing of pseudowords with the elements -am and -ão, since one month after the intervention (delayed post-test) participants of this group did not maintain the performance increase shown in the first post-test (immediate), and thus in the last evaluation their performance was not significantly higher than the other groups. In regard to reading comprehension, there was not any significant difference among participants after the intervention. These results corroborate those of other studies, confirming that the explicit teaching of morphological rules has a positive effect on the improvement of writing, suggesting that this is a long-lasting effect.pt_BR
dc.format.extent196 f : il., grafs., tabs.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.relationDisponível em formato digitalpt_BR
dc.subjectTeses - Educaçãopt_BR
dc.subjectComunicação escritapt_BR
dc.subjectEscrita - Aperfeiçoamentopt_BR
dc.subjectGramática comparada e geral - Morfologiapt_BR
dc.subjectEducaçãopt_BR
dc.titleO papel da consciência morfológica no aperfeiçoamento da linguagem escritapt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record