Show simple item record

dc.contributor.authorFarias, Marcela Maierpt_BR
dc.contributor.otherTeixeira, Sidnei Helder Cardosopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Tecnologia. Programa de Pós-Graduaçao em Construçao Civilpt_BR
dc.date.accessioned2013-08-09T13:38:54Z
dc.date.available2013-08-09T13:38:54Z
dc.date.issued2013-08-09
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/31790
dc.description.abstractResumo: Em função das grandes extensões das dutovias, se faz necessário transpor encostas naturais em solos com diversas características e formações geológicas, sendo muitas vezes constituídos por colúvios. As análises necessárias para avaliar a estabilidade destas encostas tornam-se relativamente complexas, uma vez que os parâmetros geotécnicos dos materiais que constituem a encosta variam espacialmente, muitas vezes de modo aleatório. Usualmente, a avaliação da estabilidade de encostas é feita considerando-se valores determinísticos para os parâmetros dos solos, o que pode conduzir a respostas muito conservadoras ou muito otimistas, sob o ponto de vista de segurança, dependendo da postura adotada pelo engenheiro. A consideração da variação dos parâmetros geotécnicos torna-se importante em solos heterogêneos como é o caso de solos coluvionares. Neste trabalho, apresenta-se um estudo a respeito da estabilidade de uma encosta localizada na Serra do Mar, no Estado do Paraná, por onde passa a dutovia denominada OLAPA. Dessa encosta, foram coletadas amostras indeformadas e realizados ensaios de resistência, que permitiram a determinação de variáveis estatísticas dos parâmetros de resistência e peso específico do solo. Foram realizadas análises de estabilidade, considerando-se valores determinísticos para os parâmetros do solo e os resultados foram comparados com análises que levaram em conta valores médios e desvios padrão de cada parâmetro geotécnico, segundo a metodologia de Monte Carlo. A encosta estudada foi ainda modelada tridimensionalmente. As informações de piezômetros e medidores de nível d'água instalados na encosta desde o ano de 2000 foram incorporadas ao modelo geométrico. Com o modelo 3D, traçaram-se novas seções estratigráficas para a realização das novas análises, visando-se adquirir uma porção maior de conhecimento sobre os mecanismos envolvidos na estabilidade geral da encosta.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectEstabilidadept_BR
dc.subjectSolos - Analisept_BR
dc.subjectTaludes (Mecanica do solo)pt_BR
dc.titleModelagem tridimensional e estudo de estabilidade com abordagem probabilística de uma encosta da Serra do Marpt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record