Show simple item record

dc.contributor.authorRibas, Newton Pohlpt_BR
dc.contributor.otherRossi Junior, Paulo, 1969-pt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Agrárias. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Veterináriaspt_BR
dc.date.accessioned2013-09-02T14:31:30Z
dc.date.available2013-09-02T14:31:30Z
dc.date.issued2013-09-02
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/31768
dc.description.abstractResumo: O entendimento da contagem de células somáticas de leite de tanques (CCST) e do escore de células somáticas (ECS), importantes instrumentos para a melhoria da qualidade do leite consagrados como indicadores da mesma, permitem mensurar a prevalência da mastite no rebanho. A presente pesquisa avaliou o comportamento da CCST e ECS em amostras de leite de tanques provenientes de indústrias de laticínios do Estado do Paraná, analisadas pelo Laboratório de Análise da Qualidade do Leite (LQL) do Programa de Análise de Rebanhos Leiteiros do Paraná (PARLPR) da Associação Paranaense de Criadores de Bovinos da Raça Holandesa (APCBRH), fruto do convênio entre UFPR, McGill University e APCBRH. Analisou-se um arquivo de dados contendo 1.950.034 amostras de leite de tanques, obtidas no período de janeiro de 2005 a abril de 2012, em dez regiões do Estado. Empregou-se o método dos Quadrados Mínimos Generalizados, utilizando-se o procedimento GLM, do SAS, versão 9.3. Estudaram-se os efeitos de meio, entre eles, mês e ano de análise, região e idade da amostra. Foram estimados os componentes de variância para as duas características, comparar a CCST com o ECS e analisar a distribuição das amostras nas classes de ECS. As médias estimadas e desvios-padrão para CCST e ECS foram: 553 ± 545 (x 1.000 células/mL) e 4,83 ± 1,52 respectivamente. Todos os efeitos incluídos no modelo foram significativos (P<0,01) para as duas características. Ocorreram importantes variações da CCST e do ECS entre os meses de análise, destacando-se respectivamente as maiores médias e seus erros-padrão para o mês de fevereiro (554.000 células/ mL ± 1,45 e 4,87 ± 0,0039) e as menores para o mês setembro (450.000 células/ mL ± 1,47 e 4,57 ± 0,0040). Da mesma forma, o ano de análise apresentou variações significativas, em que as maiores médias ocorreram no ano de 2010 (567.000 células/ mL ± 1,16 e 4,85 ± 0,0031) e as menores em 2012 para CCST (444.000 células/ mL ± 1,57) e 2005 para ECS (4,60 ± 0,0044) respectivamente. Ocorreram significativas variações também entre regiões, em que as maiores médias e seus erros-padrão foram de 668.000 células/ mL ± 0,87 e 5,28 ± 0,0023 (Centro Sul - Guarapuava) e as menores foram de 359.000 células/ mL ± 2,00 e 4,20 ± 0,0054 (Sudoeste - Francisco Beltrão). O efeito de idade da amostra, em dias, caracterizou redução da CCST de 518.000 ± 1,08 para 472.000 células/ mL ± 2,14 quando as amostras foram analisadas entre o primeiro e o sétimo dia de idade, porém, para o ECS ocorreu redução de 4,75 ± 0,0029 para 4,66 ± 0,0035 do primeiro ao quinto dia. Os coeficientes de variação para CCST e ECS foram de 96,10% e 30,06% respectivamente. A variação total explicada pelos efeitos incluídos no modelo matemático (R²) para a CCST e o ECS foram de 0,39% e 0,46% respectivamente. Das amostras analisadas, 65,95% apresentaram escore cinco ou mais. As correlações de Pearson entre %gordura, %proteína, %lactose e %sólidos totais e ECS, mostraram forte evidência estatística (P<0,01), encontrando-se os seguintes valores: 0,207; 0,029; -0,420 e 0,039 respectivamente.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.subjectLeite - Qualidadept_BR
dc.subjectLeite - Analisept_BR
dc.subjectCélulas somáticas - Contagempt_BR
dc.titleContagem de células somáticas e suas relações com os componentes do leite em amostras de tanques no estado do Paranápt_BR
dc.typeTesept_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record