Mostrar registro simples

dc.contributor.authorSilva, Daniela do Sacramentopt_BR
dc.contributor.otherSzaniawski, Elimarpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Ciencias Juridicas. Curso de Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2013-07-09T14:07:37Z
dc.date.available2013-07-09T14:07:37Z
dc.date.issued2013-07-09
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/31188
dc.description.abstractA atividade profissional do advogado autónomo requer cada vez mais atenção aos diversos preceitos normativos, quais sejam, as normas de caráter geral e a legislação específica que rege a categoria profissional. As situações de possível responsabilização deste profissional liberal são aqui estudadas, de forma a demonstrar alguns aspectos deste instituto de direito civil aplicado à atividade do advogado autónomo, dentre as quais: por quais razões a atividade se classifica como de natureza contratual, porque a atividade advocatícia envolve uma obrigação de meio e não de resultados, e porque a responsabilidade se apura subjetivamente, por meio de verificação de ocorrência de culpa do profissional. A abordagem aqui realizada restringe sobremaneira as possibilidades concretas de atribuição de responsabilidade ao patrono da causa às situações em que age com dolo ou culpa. As conclusões são baseadas em análise doutrinária e jurisprudencial envolvendo o tema, firmando o entendimento dominante e afastando a responsabilização do advogado autónomo pelo mero insucesso na demanda, o que inviabilizaria o desempenho da atividade do causídico.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectResponsabilidade (Direito)pt_BR
dc.subjectAdvogadospt_BR
dc.subjectTrabalhadores autonomospt_BR
dc.titleResponsabilidade civil do advogado autônomopt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples