Show simple item record

dc.contributor.advisorLeonardo, Rodrigo Xavierpt_BR
dc.contributor.authorKenicke, Pedro Henrique Gallottipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Ciencias Juridicas. Curso de Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2013-07-08T14:15:54Z
dc.date.available2013-07-08T14:15:54Z
dc.date.issued2013-07-08
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/31124
dc.description.abstractResumo: A teoria da coligação contratual é informada pelo instituto da causa por meio das conexões que interligam as estruturas contratuais autônomas e independentes. A causa, reconhecida como instituto jurídico, funcionaliza o conjunto ou sistema contratual formado para se atingir um fim concreto querido pelos contratantes. Formam-se, então, diferentes espécies de contratos coligados, conforme a fonte de criação e funcionalização do sistema. A partir de estudos de direito comparado por meio de autores brasileiros, veem-se as posições históricas e contemporâneas sobre o instituo da causa e da teoria da coligação contratual. Nesse ínterim, com distintas classificações e incluindo palavras-chave encontradas na doutrina sobre contratos coligados, analisam-se julgados de Tribunais de Justiça brasileiros, especialmente os do Estado de São Paulo, que têm aplicado a teoria da coligação contratual em situações jurídicas cada vez mais recorrentes na realidade brasileira. Com isso, demonstra-se o uso da interpretação dos contratos coligados no Poder Judiciário a partir dos estudos doutrináriospt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectContratospt_BR
dc.titleA causa e a coligação contratual brasileirapt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record