Show simple item record

dc.contributor.authorSpreafico, Vitor Polanopt_BR
dc.contributor.otherCunha, Alcides Munhoz dapt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências Jurídicas. Curso de Direitopt_BR
dc.date.accessioned2013-07-03T13:32:20Z
dc.date.available2013-07-03T13:32:20Z
dc.date.issued2013-07-03
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/30964
dc.description.abstractO Código de Processo Civil adotava o princípio da autonomia entre a atividade de conhecimento e execução, abolindo o intervalo entre o processo de conhecimento e o de execução. Com a edição da Lei n° 11.232/2005, foi introduzida a fase de cumprimento de sentença, baseada no principio do sincretismo, em que cognição e execução são fases de uma mesma relação processual.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectProcesso civilpt_BR
dc.subjectSentenças (Processo civil)pt_BR
dc.subjectExecuções (Direito)pt_BR
dc.titleOrigens, fundamentos e questões controvertidas sobre a reforma do processo de execução de sentença condenatória ao pagamento de quantia certa (Lei 11.232/2005)pt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record