Show simple item record

dc.contributor.authorGiovannetti, Fernando Virmond Portelapt_BR
dc.contributor.otherRamos Filho, Wilsonpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Parana. Setor de Ciencias Juridicas. Curso de Graduação em Direitopt_BR
dc.date.accessioned2013-07-03T00:35:41Z
dc.date.available2013-07-03T00:35:41Z
dc.date.issued2013-07-02
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/30930
dc.description.abstractO presente estudo analisa as conseqüências que a Emenda Constitucional n. 45 de 2004 gerou no movimento grevista. Inicia-se com uma análise do direito de greve e suas principais características, com destaque às formas utilizadas para sua contenção, desde a definição que lhe é dada aos limites e requisitos que lhe são impostos. Na seqüência, é analisada a Emenda 45 e suas principais alterações no tocante a esta matéria, com comparação ao modelo anterior, procurando-se identificar quais os principais pontos de evolução resultantes desta alteração constitucional, bem como o modo como eles deverão influenciar o movimento grevista, ampliando sua liberdade e,conseqüentemente, sua eficácia.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectGreves geraispt_BR
dc.subjectJustiça do trabalhopt_BR
dc.subjectDireito do trabalhopt_BR
dc.titleA recepção da greve pelo judiciário após a emenda constitucional n° 45/2004pt_BR
dc.typeMonografia Graduaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record