Show simple item record

dc.contributor.authorBaril, Mariáh Brandalisept_BR
dc.contributor.otherNakashima, Tomoept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias da Saúde. Programa de Pós-Graduaçao em Ciencias Farmaceuticaspt_BR
dc.date.accessioned2013-06-19T18:17:21Z
dc.date.available2013-06-19T18:17:21Z
dc.date.issued2013-06-19
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/30563
dc.description.abstractResumo: Liquidambar styraciflua é árvore caducifólia, monóica, de tronco ereto, com altura de 20 a 25 metros. Trata-se de uma espécie aromática, originária da América do Norte, popularmente conhecida como ?America sweet gum?, ?Liquidâmbar?, ?Liquidâmbra? e ?Árvore-de-jacaré?. A importância comercial das espécies do gênero Liquidambar está relacionada com a indústria do papel e madeireira, além de possuírem um elevado potencial como plantas ornamentais. Liquidambar styraciflua foi introduzida e aclimatizada no Brasil, cultivada principalmente nas regiões de altitude do Sul e Sudeste do país, sendo considerada, neste sentido, como uma espécie exótica. Os estudos realizados neste trabalho contemplaram a caracterização fitoquímica de Liquidambar styraciflua, por meio da pesquisa de diferentes classes de metabólitos bioativos no extrato bruto e frações das folhas e das cascas do caule, a identificação das estruturas morfológicas e anatômicas e das características histoquímicas, bem como a caracterização e identificação de compostos presentes no óleo essencial das folhas e a determinação de parâmetros que permitam o seu controle de qualidade. Na análise fitoquímica preliminar foram identificadas as classes dos glicosídeos antociânicos e saponínicos, taninos hidrolisáveis e condensados, ácidos fixos e aminogrupos, nos extratos aquosos de folhas e cascas do caule. Já nos extratos hidroalcoólicos verificou-se a presença de flavonóides, cumarinas, esteróides e/ou triterpenóides, iridóides, taninos hidrolisáveis e condensados, saponinas e aminogrupos. Determinou-se também as características organolépticas (cor, odor e sabor) e o teor de sólidos dos extratos brutos. Na análise morfoanatômica, a microscopia de luz e a microscopia eletrônica de varredura dos materiais processados evidenciaram a presença de estômatos paracíticos e tetracíticos, tricomas tectores, presença de drusas na folha e caule, cavidades secretoras de óleo essencial nas folhas, ductos resiníferos e elementos de vaso com placas de perforação escalariforme no caule. A análise histoquímica, por sua vez, permitiu a confirmação de classes de metabólitos previamente verificados nos testes fitoquímicos, caracterizando-se como mais um método para identificação da composição química da espécie. Na extração do óleo essencial, obteve-se rendimento de 0,236 mL% e 0,119 mL% respectivamente, a partir de folhas frescas da primavera e verão, e 0,382 mL% a partir de folhas secas da primavera. Foram realizados, ainda, testes físico-químicos baseados em métodos farmacopeicos, bem como a separação e identificação de compostos presentes, por método cromatográfico. Os compostos majoritários encontrados foram: limoneno, ?-terpineol, ?-pineno, ß-pineno, ?-terpineno, cariofileno, ß-cariofileno, ?-cariofileno, aromadendreno, ?-amorfeno, e 2-careno, em um total de 21 compostos identificados.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectFarmaciapt_BR
dc.subjectPlantas medicinaispt_BR
dc.subjectÓleos essenciaispt_BR
dc.titleCaracterização morfoanatômica e fitoquímica das partes aéreas e estudo do óleo essencial das folhas de liquidambar styraciflua, L., Altingiaceaept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record