Show simple item record

dc.contributor.authorAlbini, Milena Binhamept_BR
dc.contributor.otherMachado, Maria Angela Navalpt_BR
dc.contributor.otherMartins, Marilia Compagnonipt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Odontologiapt_BR
dc.date.accessioned2013-06-06T18:38:08Z
dc.date.available2013-06-06T18:38:08Z
dc.date.issued2013-06-06
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/30370
dc.description.abstractResumo: O estilo de vida de usuários de drogas afeta a saúde bucal atuando como um fator de risco para o desenvolvimento da doença periodontal. O objetivo do estudo foi avaliar a condição periodontal de usuários de drogas. O estudo é transversal, com uma amostra de 137 usuários de drogas ilícitas, do gênero masculino, com média de idade de 30,1anos (DP=6,1), que estavam internados no Instituto de Pesquisa e Tratamento de Alcoolismo (IPTA) em Campo Largo - PR. Os usuários de drogas responderam a uma anamnese com dados pessoais, condição geral de saúde e vícios, relativo ao consumo de drogas. Em seguida foi realizado o exame periodontal em 6 sítios de todos os dentes presentes na boca, avaliando os seguintes parâmetros clínicos periodontais: profundidade de sondagem (PS), nível de inserção clínica (NIC), índice gengival (IG), índice de placa (IP) e sangramento à sondagem (SS). Da amostra estudada, 64% relataram consumir diversas drogas (tabaco, maconha e crack). Os usuários de maconha e tabaco apresentaram 42% dos dentes com PS ? 4mm. Em relação ao NIC, 41% dos dentes dos usuários de maconha/tabaco e crack/tabaco tiveram valores entre 4mm ? NIC ? 6mm. Foi observado que 71% dos indivíduos apresentavam periodontite, sendo a de maior prevalência em todos os grupos a periodontite leve. O sangramento à sondagem esteve presente em 83% dos dentes avaliados e mais de 80% dos dependentes apresentaram placa dental variando de não visível porém detectável com a sonda exploradora (IP1) a moderado acúmulo de placa no sulco gengival e superfície dental (IP2). A inflamação gengival moderada foi a de maior prevalência na amostra (mais de 89%). Pode-se concluir que a condição periodontal da maioria dos usuários de drogas ilícitas é deficiente, demonstrando pobre higiene bucal, gengivite moderada e periodontite leve.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectDissertaçõespt_BR
dc.subjectPeriodontitept_BR
dc.subjectSaúde bucalpt_BR
dc.subjectCocaínapt_BR
dc.subjectCrack (Droga)pt_BR
dc.titleCondição periodontal de usuários de drogaspt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record