Show simple item record

dc.contributor.authorRhubens Ewald Moura Ribeiropt_BR
dc.contributor.otherNobre, Farley Simon Mendespt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduaçao em Administraçaopt_BR
dc.date.accessioned2013-11-04T19:38:48Z
dc.date.available2013-11-04T19:38:48Z
dc.date.issued2013-11-04
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/30339
dc.description.abstractResumo: A sustentabilidade se apresenta na atualidade como conceito fundamental para um desenvolvimento econômico, social e ambiental equilibrado, provocando e requerendo transformações em diversas esferas da sociedade. Nas empresas a sustentabilidade se destaca na forma de objetivos a serem alcançados e valores a serem criados. O mundo evolui e se transforma de acordo com as interferências realizadas pelos seres que nele habitam, destacando-se o homem. Este se organiza em grupos e constitui organizações que permeiam a sociedade de forma transversal. Por ser um tema complexo e interdisciplinar, a sustentabilidade demanda das organizações - que são constituídas e funcionam por meio dos seus participantes - uma complexidade cognitiva mais elevada devido às suas múltiplas dimensões e critérios associados ao seu equilíbrio e relação com o ambiente externo. Destaca-se a importância teórica e prática de pesquisar os temas cognição e sustentabilidade de forma conjunta. Na busca por verificar o nível de sustentabilidade possuído pelas empresas, diversas instituições vêm criando índices de sustentabilidade que pretendem representar o nível em que cada empresa se encontra, como ela percebe o ambiente e toma suas decisões que a conduzem rumo ao atingimento de níveis de sustentabilidade maiores. O índice de sustentabilidade empresarial da BM&FBovespa é um relevante índice deste tipo no Brasil, e o mesmo possui relevância internacional. Esta pesquisa tem por objetivo geral verificar a relação entre Grau de Complexidade Cognitiva (GCC) e Sustentabilidade em Organizações (SEO) das empresas que compõem o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da Bolsa de Valores de São Paulo (BM&FBOVESPA). Para o alcance do objetivo proposto seguiu-se uma abordagem qualitativa, sendo conduzida por meio de estudo de casos múltiplos em seis empresas - AES Tietê, Banco do Brasil, BICBanco, Coelce, Eletropaulo e Natura - que participam no ISE-BM&FBovespa. Utilizando-se de pesquisa documental foram levantados relatórios administrativos, relatórios de sustentabilidade e os questionários do ISE respondidos por cada empresa. Os documentos levantados foram submetidos à análise de conteúdo para elencagem de categorias e subcategorias que permitiram a construção dos mapas cognitivos de cada empresa. Por meio dos mapas foi possível verificar a real prática das organizações. Sob a ótica do modelo de Criação de Valor Sustentável (CVS) as empresas foram diagnosticadas em relação à adoção e desenvolvimento de estratégias voltadas à sustentabilidade e avaliado o nível de atendimento aos critérios e dimensões do ISE. A análise comparativa permitiu verificar similaridades e diferenças entre os casos e confirmar a existência da relação entre GCC e SEO, mostrando-se positiva. O estudo conclui que o grau de complexidade cognitiva presente nas organizações influencia o seu nível de sustentabilidade empresarial, permitindo adoção de melhores práticas e estratégias voltadas à sustentabilidade. Parte dos achados desta pesquisa é corroborada com a Global100 (lista das empresas mais sustentáveis do mundo). Sugere-se uma atualização e ampliação do estudo no ano de 2013, pois a divulgação pública dos questionários do ISE quase dobrou em relação ao ano de 2012.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectEmpresas - Sustentabilidadept_BR
dc.subjectAdministração financeirapt_BR
dc.subjectIndices de mercado de açõespt_BR
dc.subjectCogniçãopt_BR
dc.titleCognição e sustentabilidadept_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record