Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, Clovis Luiz Machado dapt_BR
dc.contributor.authorSousa, Paulo Daniel Batista dept_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Sociais Aplicadas. Programa de Pós-Graduaçao em Administraçaopt_BR
dc.date.accessioned2013-06-05T14:52:53Z
dc.date.available2013-06-05T14:52:53Z
dc.date.issued2013-06-05
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/30333
dc.description.abstractResumo: O presente trabalho foi desenvolvido com o objetivo de verificar a influência da entrada de novas empresas na estrutura de relacionamento da rede de organizações industriais da cidade de Três Lagoas (MS) e no posicionamento estratégico dessas organizações, no período compreendido entre 1998 e 2002. Para isso foram levantadas as principais mudanças ambientais que criaram condições para a instalação dessas novas empresas. Dentre muitas alterações, destacam-se as mudanças de cunho legal que, por meio da criação de programas de incentivos estaduais e municipais, ofereceram, principalmente, vantagens fiscais e tributárias, e as mudanças estruturais (ponte rodoferroviária, gasoduto, usina termoelétrica, ferrovias, eclusa e hidrovia) que facilitaram a logística de compra e venda, gerando uma vantagem competitiva para quem se instalasse na região. Com o intuito de verificar o impacto dessas mudanças na estrutura de relacionamento da rede foi levantada a existência, ou não, de contatos, antes e depois da chegada das novas empresas, o que possibilitou verificar o tamanho das redes. Também foi verificada a periodicidade desses contatos; a razão, o grau de importância e a base predominante desses contatos e quais atividades eram realizadas em conjunto pelos componentes da rede. A amostra do estudo consistiu de todas as organizações industriais estabelecidas na cidade que possuíam mais de nove funcionários. O delineamento utilizado foi do tipo levantamento; a perspectiva de análise, seccional, com avaliação longitudinal; o método quantitativo empregado foi a sociometria; o nível de análise da pesquisa foi a rede organizacional; e a unidade de análise, todas as organizações participantes. Foram empregadas, na análise de dados, técnicas de análise de rede, estatística descritiva, estatística não paramétrica, análise de conglomerados e análise de correspondências múltiplas. Após as análises, verificou-se que a rede é pouco complexa, de densidade média, centralizada e com baixa força nos vínculos; que a base de contatos dominante são os relacionamentos voluntários, com uma média periodicidade de contatos, centrados principalmente em atividades econômicas e tendo como principal objetivo a troca de informações. Concluiu-se que, após a chegada das novas organizações, ocorreram mudanças significativas na estrutura de relacionamentos da rede e no posicionamento estratégico de parte das organizações, mas que a mudança de posicionamento pode ser decorrente de fatores não relacionados com a chegada de novas organizações.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectRelações interorganizacionaispt_BR
dc.subjectClima organizacionalpt_BR
dc.subjectEmpresas - Tres Lagoas (MS)pt_BR
dc.subjectIndustriapt_BR
dc.subjectTesespt_BR
dc.titleRede de relacionamentos interorganizacionaispt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record