Show simple item record

dc.contributor.advisorSteiner Neto, Pedro José, 1954-pt_BR
dc.contributor.authorCunha, Roberto de Araújo Nascimentopt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Sociais Aplicadaspt_BR
dc.date.accessioned2013-06-05T14:01:52Z
dc.date.available2013-06-05T14:01:52Z
dc.date.issued2013-06-05
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/30328
dc.description.abstractResumo: "A família é a mais importante organização de compra de produtos de consumo na sociedade" (Kotler, 2000). Trata-se de um grupo de referência primário que se distingue dos demais grupos, em termos de consumo pelo fato de que os membros têm que satisfazer suas necessidades dentro de uma limitação orçamentária comum (Dubois, 1998; Schiffman e Kanuk, 2000; e Solomon, 2002). De certa maneira, muitos pesquisadores da área de tomada de decisão familiar têm levado em conta a decisão do marido e esposa como sendo única, excluindo ou ignorando o papel da criança ou adolescente (Beatty e Talpade, 1994; Ferber, 1975; Jenkins, 1979). Contudo, a partir de uma mudança cultural e econômica da família nos últimos tempos, têm-se permitido e encorajado, cada vez mais, a participação dos filhos nas decisões de compra familiar (Foxman, Tansuhaj e Ekstrom, 1989). Sob essa ótica, este trabalho, relaciona a tríade marido-mulher-adolescente como foco principal de análise para compreender o nível de influência dos integrantes da família e as estratégias de influência utilizadas no processo decisório de compra de produtos do tipo durável, não-durável e serviços. A seleção dos produtos pesquisados seguiu o critério de produtos de uso comum à família, evitando-se desta maneira selecionar produtos de uso individual ou de primordialmente alguns membros da família, onde sua influência seria notoriamente superior, dificultando a mensuração do nível de influência dos membros da família. Os produtos pesquisados foram: o aparelho de televisão, o supermercado para a compra de alimentos e o provedor de acesso à Internet. Este estudo relata uma pesquisa do tipo levantamento (survey), com uma abordagem metodológica predominantemente descritiva, realizada com 93 famílias, no ano de 2003. A população do presente estudo restringiu-se a casais, unidade básica do processo de compra da família, e a um dos seus filhos(as) com idade entre 13 e 17 anos, residentes no mesmo espaço domiciliar na área geográfica da cidade de Curitiba/PR, pertencentes aos estratos socioeconômicos A e B. Os resultados sugerem que os membros da família diferenciam as suas percepções de influência individual no processo decisório de compra, em função da categoria de produto e do estágio no processo de decisão de compra. Por meio de análises estatísticas, pode-se compreender várias associações entre aspectos sociodemográficos (como gênero, idade, grau de instrução, estrato socioeconômico, número de filhos na família, quantidade média de horas trabalhadas pelos pais) e aspectos cognitivos, como o nível de conhecimento individual do produto, que afetam a participação do nível de influência dos membros da família e suas respectivas estratégias de influência utilizadas.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectComportamento do consumidorpt_BR
dc.subjectConsumidores - Preferenciapt_BR
dc.subjectConsumidores jovenspt_BR
dc.subjectConsumidores - Adolescentespt_BR
dc.titleComportamento de compra em famílias com adolescentes em Curitibapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record