Show simple item record

dc.contributor.advisorCastor, Belmiro Valverde Jobimpt_BR
dc.contributor.authorBin, Danielpt_BR
dc.contributor.otherUniversidade Federal do Paraná. Setor de Ciencias Sociais Aplicadaspt_BR
dc.date.accessioned2013-05-27T18:36:38Z
dc.date.available2013-05-27T18:36:38Z
dc.date.issued2013-05-27
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/1884/30142
dc.description.abstractResumo: Estudo descritivo sobre racionalidade e política em processo de tomada de decisão. O presente trabalho tem o objetivo de descrever o modo como atuaram fatores de racionalidade e fatores políticos em processo decisório de orçamento de uma grande empresa estatal brasileira. Para isso, realizou-se estudo de caso no qual o mesmo processo foi analisado sob diferentes perspectivas, tendo por referência teórica os modelos racional, organizacional e político de análise da tomada de decisão. O modelo racional e o organizacional foram abordados conjuntamente sob a conceituação da racionalidade formal, delimitando-se, com isso, a análise à perspectiva racional e à perspectiva política do processo de tomada de decisão. Os procedimentos metodológicos empregados são de natureza descritivo-qualitativa e os dados coletados, de diferentes fontes - entrevistas em profundidade, observações diretas e documentos -, foram analisados por meio de análise de conteúdo do tipo categorial temática. Os resultados obtidos evidenciam um processo decisório complexo no qual, tanto fatores racionais, quanto fatores políticos atuaram e influenciaram decisões e o próprio processo seguido. Os fatores de racionalidade identificados na literatura e verificados no processo analisado são: cálculo, maximização de valor, impessoalidade, racionalidade limitada, padrões e processos organizacionais, adaptação e aprendizagem organizacional, estrutura, previsibilidade e escolha racional. Este último, o menos perceptível em relação aos demais. Os fatores políticos observados como atuantes são: negociação e persuasão, poder, conflito, coalizão e cooperação, interesses e influência externa. Não foram verificados os fatores políticos contingências e cooptação. Constata-se que o orçamento, mesmo sendo uma tecnologia idealizada sob pressupostos da racionalidade instrumental e utilizada para imprimir um comportamento mecanicista aos processos organizacionais, possui, também, uma dimensão política. Ela toma forma na medida em que as situações de decisão se configuram em arenas nas quais indivíduos e grupos interagem tendo diferentes interesses ou diferentes visões sobre um mesmo problema. Palavras-chave: Empresa estatal; Política; Processo decisório; Racionalidade.pt_BR
dc.format.mimetypeapplication/pdfpt_BR
dc.languagePortuguêspt_BR
dc.subjectProcesso decisoriopt_BR
dc.subjectOrçamento - Processo decisoriopt_BR
dc.titleRacionalidade e política no processo de tomada de decisaopt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record